Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2012

Ninguém nasce ao mesmo tempo e no mesmo lugar

Os astrólogos ocidentais procuram explicar como pode duas pessoas, tendo o mesmo mapa, terem vidas diferentes. Existem uma ou duas linhas de argumentações para justificar essa diferença, mas a jyotisha explica da seguinte forma: não existem dois mapas iguais.

Para um astrólogo Ocidental, duas pessoas nascidas com menos de quatro minutos de diferença não terão diferenças consideráveis em seus mapas a ponto de se alterar a posição das casas ou as técnicas preditivas. No entanto, os dois mapas podem refletir vidas com muitas diferenças. Essas diferenças tendem a se perder diante da semelhança das figuras. A jyotisha é a única Astrologia com ferramentas suficientes para diferenciar esses dois destinos. A seguir, proponho três elementos que servem para tal propósito.

Shayanaadi Avasthas. Como já foi referido outras vezes nesse blogue e nos meus sites de videos, os Avasthas são estados nos quais os planetas se encontram em determinado mapa. Esses estados são usados para se determinar como …

Sobre a experiência na previsão Astrológica

Sempre me culpo por não dedicar mais tempo à prática da astrologia, porém não é uma coisa fácil pro estilo de vida que tenho. Sou médico plantonista e, quando não estou trabalhando, estou descansando ou cuidando de projetos que circundam a astrologia, como o site de vídeos ou novos conteúdos que estou aprendendo.

Uma hora, porém, a nossa psique fica de saco cheio de se culpar e quer "chutar o balde"... Podem chamar de racionalização, mas eu venho questionando essa idéia de que quanto maior o número de mapas delineados, maior a chance de se acertar previsões.

A Astrologia que eu pratico se baseia em regras rígidas. Uma pessoa pode ficar anos sem praticar, só estudando os princípios básicos que, quando ocorrer a oportunidade de praticar sobre um mapa, ela pode atingir excelentes resultados. Basta seguir os princípios.

Além disso, também há o aprendizado por observação. Eu posso ficar meses sem interpretar um mapa, só que nesse período eu perdi a conta de quantas vezes assist…