Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2007

Combinação de técnicas astrológicas

Quando você pega um mapa de uma técnica qualquer e coloca em cima do mapa natal, como uma sinastria, o que você consegue fazer? Sente que está "sub-aproveitando" toda aquela informação? Acha enrolado demais combinar mais de 20 pontos? Nesse caso, proceda como Jack, o estripador. Vá por partes!
Algumas técnicas são muito didáticas para quem inicia o tópico de previsões, e trazem bons resultados. Uma delas é a Progressão Secundária. Está técnica se aproveita da equação 1 dia de vida depois do nascimento é igual 1 ano de vida. Para saber do meu segundo ano de vida, tendo nascido em 27 de março de 1982 eu analiso o mapa de 28 de março de 1982, e assim suscessivamente...

Eu falei anteriormente que as progressões são didáticas por uma razão simples: poucas coisas nessa técnica mudam ao longo do tempo, e você interpreta apenas alguns elementos do mapa progredido secundário, ao invés de todos os pontos. Eu diria que a progressão deveria ser interpretada da mesma forma que uma revoluçã…

Curso básico de astrologia medieval

Avaliando meus últimos posts, percebo que minha linguagem está muito teórica, repleta de termos que podem confundir leitores ignorantes em astrologia. Pensando nisso, resolvi criar um documento de texto com princípios básicos de astrologia medieval, que brevemente estará disponível no meu BOX (barra lateral ao texto).

Espero que isso ajude. Esse documento será sempre atualizado, com notificações nesse site.

O Rastreamento das casas e planetas ao longo dos anos.

Eu tenho queimado meus últimos neurônios astrais com essa técnica infeliz!


Vamos citar um exemplo com base na minha revolução de 2006. Estava com 24 anos e a profecção chegou a Áries, signo ascendente natal. O Sol se encontra ali, logo ele é regente do ano, possuindo autoridade sobre os assuntos da casa 5 (lazer e criatividade).
Somente dessa vez, nós não vamos analisar como está o sol na RS, embora isso seja muito comum. Os astrólogos medievalistas contemporâneos costumam analisar um planeta no mapa natal e ver como ele está na Revolução. Isso faz sentido porque o planeta nunca há de perder suas determinações natais. Os planetas no seu mapa representam pessoas, coisas, dimensões. Percebê-los ao longo dos anos na Revolução seria uma forma de rastreamento. O planeta seria como se fosse um fugitivo, o astrólogo um xerife, e as Revoluções solares seriam cidades que teriam o paradeiro do fugitivo. Em cada cidade, este assume um novo papel para sobreviver. Numa cidade ele pode ser um entreg…

Polêmicas da Revolução Solar

Interpretar um mapa isoladamente é difícil. Quando você resolve juntar dois mapas, impossível. Por essa razão que considero a revolução solar como a técnica mais difícil que já estudei.


Chega-se às vezes a uma ilusória percepção de que se têm livros o suficiente, até que novos erros gritantes de interpretação sugerem a necesidade de mais material didático. O livro XXIII de Morin de Villefranche é excelente, porém infelizmente ainda não o comprei. Ele reúne métodos cuidadosos de percepção de padrões repetidos do mapa natal na revolução solar.


Morin não lê a revolução solar como um mapa natal isolado. Na concepção do autor (pelas minhas palavras), ela é como se fosse um parasita do mapa natal, vivendo em função dele. Alguns autores modernos hão de ler a revolução isoladamente, como se fosse um mapa natal mesmo. Como um bom homem cheio de planetas em Libra que regem meu ascendente, oscilo entre esses dois extremos e tento chegar a uma técnica mais equilibrada.


Existe muita controvérsia em t…

Urano, Netuno, Plutão, asteróides & etc.

Algumas pessoas acham retrocesso estudar astrologia medieval por não se usar as "inovações" representadas pelos planetas descobertos a partir do século XVIII. O astrólogo Antônio Harres, o Bola, afirma que a presença de Netuno na casa IV explica a rejeição que Morin sentia de sua mãe. Bola afirma que Morin de Villefranche, astrólogo do século XVI, período no qual ainda se desconhecia Urano, Netuno e Plutão, não conseguia explicar isso usando os planetas além de Saturno, todavia quem ler o livro "minha vida perante os astros" da editora Espaço do Céu, perceberá que Morin encontrou maneiras bem plausíveis desse evento ser representado. Não obstante às polêmicas, fica o desafio: porque não usar todos aqueles corpos celestes de glifos bonitinhos embebidos de mitologemas que descrevem as inúmeras facetas sombrias da existência humana?


Sou um tipo de escritor que se dá melhor com exemplos. E vamos aqui postar o mapa de um dos seres mais polêmicos que a humanidade já prese…

Polêmicas sobre aspectos

Em primeiro lugar, gostaria de agradecer aos meus leitores pelas felicitações acerca de minha formatura. Estou me recuperando de uma verdadeira festança que só poderia mesmo ser representada pela quadratura de vênus em trânsito ao Júpiter natal. Ela se tornará exata daqui a alguns dias, o que comprova o raciocínio de os eventos representados pelos aspectos acontecem dias antes do aspecto exato! Mudemos logo para o assunto desse post: os aspectos.
As próximas afirmações a seguir decorrem de conversas entre eu e Steven Birchfield, um dos maiores astrólogos clássicos da atualidade. Esse termo que usei ("astrólogo clássico") é justificado pelo fato de Steven não estudar somente autores medievais: ele recorre a fontes mais antigas do período grego da astrologia, que contém autores como Vettius Valens.
Steven não é um autor maldito. Ele conseguiu respeito e admiração na comunidade astrólogica de um modo até rápido, mas dizer assim seria falta de respeito a sua história: são quase tr…

Eu me formarei esse mês?

Gente, dentro de alguns meses eu serei um médico. Isso mesmo, com carimbo e tudo! Eu nem falo tanto assim de medicina, além de ter uma culpa danada de não estudar tanto quanto eu deveria, mas isso muda. Um dia o couro vai comer!
Para que eu consiga passar ileso por esse karma estudantil que é a universidade pública, eu preciso entregar uma cruz chamada Monografia. Eu tenho de produzir cerca de 70 páginas formatadas de acordo com as normas da ABNT, branquinhas e de autoria inteiramente minha. Tá fácil, eu sei escrever, mas que preguiça...
Além disso, estou devendo duas matérias na faculdade, que seriam simplesmente resolvidas com presença (na minha universidade, você pode "pagar" suas faltas comparecendo simplesmente, não há provas em alguns internatos, como o de clínica médica). Eu ainda falto à essas aulas porque simplesmente não acordo a tempo, sabiam? Eu não consigo, preciso de ajuda, socorram-me!
Eu sou muito lento nas atitudes, vou ter de dar o braço a torcer para os astr…

Novos Downloads no BOX!

Na janela do Blog, ao lado dos textos, você tem várias firulas, como as posições planetárias do dia, etc. Se você for abaixando a janela, perceberá um box cheio de ícones de Word e Adobe PDFs. São os meus textos que disponibilizo para download dos leitores. Neste post, vou explicar do que se tratam os adicionados mais recentemente.
Alguns textos não foram escritos por mim, mas eu os cito frequentemente. É o caso do Tetrabiblos. Essa versão foi adicionada do site World Astrology, que tem muitos outros livros. Não chupinhei todos porque seria imbecilidade. Visite a página deles se os quiser, mas já vou adiantando que nenhum livro disponível na internet te fará o Magus Magister astrológico, contudo eles dão sim informações preciosas...
Pra ser um bom Astrólogo, tem que ter uma graninha... Um dos livros mais maravilhosos de se ter é o Liber Astronomiae, escrito por Guido Bonatti no século XIII, se não me engano. Guido pegou toda a literatura árabe astrológica que chegava na Itália pela ro…

É bom alugar uma casa naquele bairro?

Recentemente surgiu uma oportunidade de morarmos num bairro mais elegante e sofisticado no Rio de Janeiro, mas minha família pensou algumas vezes em ir para trás e continuar morando no longínquo bairro Campo Grande. Estava com receio de que isso não acontecesse, e fiz uma horária perguntando se era bom alugar uma casa no bairro em questão.

A resposta foi-me dada pelo livro Christian Astrology, de William Lilly, "the man" das horárias, na página 208:

"If it be good to hire or take the farm, house or land desired?
Dê o Ascendente e seu regente àquele que deseja alugar a casa ou comprar terras.
Deixe que a sétima casa e seu senhor signifiquem aquele que aluga sua casa ou vende as suas terras.
Deixe que a décima casa e seu regente signifique o lucro que pode ser gerado desse entendimento.
A quarta casa e planetas ali posicionados devem mostrar o desfecho da questão, seja ele qual for.
Se o regente do Ascendente estiver no ascendente ou no signo ascendendo ou fizer um trígono ou s…

Aspectos parte 2 - coisas que não se vêem

Vamos explicar uma teoria muito importante com base no desenho do post anterior editado.


Existem signos que não se vêem. Eles são chamados de signos inconjuntos. Para você saber quais são, peque uma posição qualquer do mapa e conte dois, seis, oito e doze signos a partir daquele que você analisa. Se eu quisesse fazer isso com o marte da foto, os signos inconjuntos são aqueles que recebem uma seta negra de marte. Eles são marcados por uma interrogação.


Se analisarmos a figura, pelo fato de marte estar em Áries, à primeira vista ele não consegue enxergar os signos de touro, virgem, escorpião e peixes. Por não conseguir ver esses signos, marte não consegue participar dos seus assuntos. Marte é indiferente aos assuntos relacionados a essas regiões do mapa! É como se elas não existissem para o planeta vermelho!


Isso tem uma importância capital. As pessoas querem transformar essa relação em outra categoria de aspectos, mas eles não podem sê-los pelo fato dos signos em questão não se verem! Voc…

O que é um Aspecto?

Aspecto é mais uma palavra do longo idioma astrológico que influenciou o latim. Quando sua avó aprendeu essa "língua morta" na escola, descobriu que "aspetare" significa ver. A mesma raiz está contida no italiano e em outras línguas latinas, mas estou aqui preocupado com a técnica dos aspectos. Vamos dissecá-la, mas por hora saiba que aspecto significa ver, mas não num sentido passivo que implica a visão hoje em dia, com a tevê a nos injetar toneladas de cores e ideologias babacas que aceitam passivamente. Não seria "ver" como a imagem dos jecas-tatus vendo boquiabertos um avião passar perto deles. Seria "ver" num sentido mais particip-ativo: como os chefes de estado que vêem uma crise no país vizinho e precisam se posicionar, ajudando ou o prejudicando mais ainda!


Em primeiro lugar, meu conselho a você é esquecer essas linhazinhas à primeira vista. Pense nelas depois de você ver bem o que os dois planetas fazem isoladamente no mapa natal. Eles r…

O Timing do Regente do Ano

Esse blog é de astrologia medieval, mas eu preciso facilitar a compreensão para quem nunca ouviu falar do assunto... Pensando nisso, vou explicar desde o início que raios sãoo regente do ano e a profecção.
Na técnica preditiva chamada de Profecção, o ascendente se move um signo por ano, e com ele todo o mapa: planetas, casas, Parte da Fortuna, etc. O primeiro ano de vida (de 0 a 1 ano de idade) corresponde a casa 1, o segundo ano o ascendente entra na casa 2 (de 1 a 2 anos) e assim sucessivamente.
Pois bem, cada vez que o ascendente entra numa casa nova, ele ganha um novo "administrador" que será responsável pelas áreas com as quais o nativo (representado pelo Ascendente) se envolverá no ano em questão. O nome mais comum desse "administrador" é Regente do Ano (do inglês "lord of the year").
Existem muitas maneiras de se escolher o regente do ano (RA), algumas que geram verdadeiras disputas inflamadas entre astrólogos nas listas de discussão na internet. Nã…

Astrologia Médica segundo Ptolomeu

Antes de criticar Ptolomeu, leia o Tetrabiblos e você se surpreenderá. Muita coisa pode ser aplicada. Continuando o artigo anterior, vamos postar aqui como ele nos ensina a delinear as doenças pelo mapa natal.
Para Ptolomeu, doença é representado por maléficos ocupando ou fazendo aspecto difícil com casas 6 e 7. Eu diria que não somente a casa, mas o sexto e sétimo signos a partir do ascendente. Essa afirmativa requer mais estudo.
Cada planeta representa uma parte do corpo específica, assim como os signos das casas mencionadas. Quais são importantes na hora da análise? Ptolomeu não dá dica nenhuma aqui. Temos de aprender na marra a priorizá-los. Ele diz que as partes do corpo atingidas pela lesão podem ser deduzidas: dos signos das casas 6 e 7; dos planetas que afligem essas casas; dos planetas aflitos pelos maléficos acima relacionados, se isso acontecer. Logo penso nas alternativas que fogem à técnica: e se uma pessoa não tiver quadratura ou oposição de maléficos às casas seis e sete? S…

Esboço de uma astrologia médica medieval

Esse é o tema mais deficiente da astrologia moderna, e os astrólogos antigos não ficam atrás. Há poucos livros de astrologia natal que o abordem com algum detalhe. Na modernidade não existem regras claras, as pessoas misturam a psicologia do adoecer com medicina propriamente dita... Como tudo é psicológico mesmo, os vocacionados a médicos astrólogos se dão mal... O que o autor desse blog busca é astrologia diagnóstica, a capacidade de prever doenças e seus prognósticos através da natividade e de técnicas preditivas.


Recentemente achei alguns aforismos de um autor do Renascimento chamado Johannes Schoener. Todos o criticam por fazer parte de um período no qual a astrologia foi reformulada de acordo com o simplista Ptolomeu traduzido do texto grego. Isto é fato, mas sempre sobra alguma coisa dos autores árabes para se analisar nos textos de astrologia do Renascimento, e um pouco de senso crítico não faz mal a ninguém para separarmos o que é novo e simplório do velho e complexo.


Schoener p…