Pular para o conteúdo principal

Como fazer previsões precisas em horárias?

Recentemente, comprei pela internet uns livros de astrologia e, tal qual uma criança esperando o dia do aniversário, estava afoito e ansioso para receber a encomenda das mãos dos nossos mui amados correios brasileiros.

Havia pedido uma postagem com rastreador e, através dele, soube que passaram na minha casa ontem mas ninguém atendeu. Ou minha mulher não ouviu a hora em que a van dos correios passou em frente à nossa casa, ou então eles mandaram - como dizem os cariocas - "um caô” e não passaram de jeito nenhum na minha rua, seja por estar chovendo, seja por ter muitas encomendas. Sei lá.

Mas hoje seria a segunda tentativa de receber o pacote, contendo quatro livros de astrologia uraniana e cosmobiologia (talvez será a única menção que você lerá dessas escolas de astrologia em todo esse texto). Sim, eu também me interesso muito por midpoints, embora de jeito algum queira misturar duas escolas de astrologia diferentes.

Quando o rastreador me avisou pelo aplicativo ontem que não conseguiram entregar a encomenda, abri uma horária perguntando se receberia o pacote hoje:
vou pegar os livros amanhã? 13/06/2017, 21:47:23 Campinas SP

Assim como chaves, controles remotos e rolos de papel higie, livros são objetos pessoais. Portanto, também são atribuídos à casa 2. Seu regente nessa horária é Júpiter em Libra.

Eis que a lua está em aplicação a Jupiter com 1º de orbe, definindo que falta um dia para eu pegar o objeto - um testemunho claro de que a resposta era afirmativa.

Eu já me daria por satisfeito, mas um contexto tão bem delimitado como esse me incitou a testar o timing dessa horária, ou seja, a que horas do dia eu entrarei em contato com os objetos?

A hora dos presentinhos chegarem no colinho do papai

Existem várias maneiras de se precisar o tempo do acontecimento, mas eu pensei no mais corriqueiro, a saber, a hora em que um dos significadores da questão estaria nos ângulos, de preferência conjunto ao Ascendente.

É corriqueiro porque todos os dias os planetas são arrastados pelo primeiro movimento (o de rotação da Terra) e levados às conjunções com os ângulos do mapa. A escolha não foi aleatória, porque a perfeição do aspecto Lua-Júpiter já tinha ocorrido no dia anterior, então não havia nenhum aspecto preciso que ocorreria ao longo do dia esperado.

Como a astrologia deve se sujeitar ao contexto (e não o contrário), levei em conta os encontros dos planetas nos ângulos ao longo do horário comercial do dia (porque nunca um carteiro me entregaria a encomenda às dez da noite). Assim, se por exemplo a Lua ou Júpiter estivessem no grau do Ascendente às 21 horas, esse encontro seria descartado. Não havia possibilidade de que eu entrasse em contato com os livros num horário mais tarde porque ficaria em casa o dia inteiro e não pretendia sair.

Assim, eu obtive o seguinte resultado: dentre os dois significadores que entrariam em conjunção com os ângulos no horário de entrega (entre 10 e 18 horas), Júpiter entraria em conjunção com o Ascendente na Localidade onde moro às 13:15. Coloquei o despertador para me avisar a hora certa e esperei pacientemente que a van passasse.

Às 13:16, o despertador tocou e a van ainda não tinha chegado. Pensei, “é, seria fácil demais. Não pode dar certo mesmo”.

Às 13:17, a van dos correios parou em frente à minha casa.

Previ o momento exato do recebimento da encomenda com dois minutos de margem.

Ah, se tudo fosse tão simples assim...

O que está implícito e não foi dito até agora

Astrologia horária funciona muito bem com questões simples e cujo intervalo de tempo a qual se destina seja bem delimitado pelo astrólogo. Se você quer fazer perguntas do tipo “quando conhecerei meu príncipe encantado", você pode até achar resposta através de uma horária, mas a chance de você errar o timing (isto é, quando você encontrará seu príncipe) é muito alta.

A pergunta que fiz delimitava claramente se eu receberia os livros no dia seguinte ou não. Isto porque eu já sabia que os livros não tinham extraviado (devido ao rastreador ter avisado que a mercadoria saiu para ser entregue sem êxito no dia anterior). Com um grau maior de incerteza, (isto é, sem saber com precisão a faixa de tempo mais provável de recebê-los) a resposta seria muito mais difícil.

Eu tenho outra remessa de livro que estou esperando, mas sem rastreador. Não faço a mínima ideia de quando chegará, nem se foi extraviado ou não. O remetente costuma postar o modelo de envio mais barato possível, o que normalmente leva mais de um mês para que chegue.

Se eu fizer o mesmo tipo de pergunta para esse outro livro que estou esperando, a resposta seria mais complicada: à resposta afirmativa ou não, eu teria de acrescentar o complicador de julgar se a orbe do aspecto equivaleria a dias ou a meses.

Por exemplo, se eu faço a pergunta e o regente da dois se aplica ao regente da um em trígono com dois graus de orbe, isso significaria que eu vou receber o pacote daqui a dois dias ou daqui a dois meses? Sahl dá regras para deduzir se são dias, meses ou anos baseado na posição dos significadores nos ângulos da questão ou não, mas eu já testei essas regras e, sem uma faixa de tempo mais precisa, a margem de erro delas é muito maior.

Por falar nisso, vou postar aqui essa outra horária, de resposta ainda não confirmada: quando eu receberei o livro Carmen Astrologicum de Benjamin Dykes?

Considerações prévias ao julgamento: com certeza eu vou receber o livro. Mesmo se ele extraviar, Ben manda outro pra mim (como já aconteceu…). Então eu não me preocuparia em procurar por um aspecto entre o meu significador e o significador dos livros.

Apesar de não fazer questão de procurá-lo, ele está diante dos meus olhos. O regente do ascendente é Júpiter, enquanto o regente da Casa 2 é Marte, sendo que este se aplica em quadratura ao primeiro, com orbe de seis graus.

Marte está em queda, mas isso pouco contribui para a questão além de indicar uma bela recepção por exaltação por Júpiter, o regente do Ascendente, que o tira do seu poço. O conceito de recepção numa horária que indica o recebimento de um bem indica literalmente que vou recebê-lo!

Entre Júpiter e Marte há um intervalo de aproximadamente seis graus: significa que vai levar seis unidades de tempo até que eu receba os livros? Pode ser que sim mas, em se tratando de aspectos que demoram dias para ficar exatos, eu prefiro a opinião de um expert.

John Frawley recomenda levar em conta não esse intervalo estático que está no mapa, mas dinâmico: saber que dia o aspecto é perfeito, ver quantos dias ele está distante da data da horária e deduzir se esse intervalo de tempo será em dias ou meses ou anos.

Seguindo o mestre, de acordo com o Solar Fire, o aspecto entre os significadores Júpiter e Marte será exato no dia 25 de junho de 2017 às 03:07 AM, daqui a onze dias. Como nunca recebi uma encomenda de livro onze meses depois, é provável que esse intervalo seja de onze dias mesmo.

E agora temos de adaptar a astrologia ao razoável. 25 de junho é um domingo, e o próximo dia útil é 26. Portanto, o mais provável é que nesse dia eu receberei o livro.

Vamos definir a hora sabendo quando Júpiter ou marte entrarão em conjunção com os ângulos, eliminando as hipóteses fora do horário comercial.

Em 26 de Junho, temos as seguintes configurações em horário comercial:
  • Júpiter conjunto ao Asc às 12:29
  • Marte conjunto ao MC às 12:51
  • marte conjunto ao Descendente Às 18:10
  • Júpiter conjunto ao MC às 18:37
Dentre as quatro hipóteses, a terceira seria a mais provável, porque nesse horário a Lua também faz um sextil exato a Júpiter. Além disso, duvido muito dos carteiros entregarem alguma coisa no horário do almoço...

Implicações de perguntas como essa

Já estou vendo a hora de aparecer um comentarista achando super fútil saber a hora de receber encomendas através da astrologia, com tanta coisa mais importante a ser estudada.

O que a pessoa de intelecto limitado não consegue perceber são as implicações de um estudo como esse para questões mais relevantes.

Treinando a técnica com horárias banais, estamos nos preparando para questões mais relevantes e que necessitem do mesmo raciocínio.

Em se tratando de astrologia, tudo é relevante.

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…