Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…

Como interpretar planetas nos signos?

No post anterior, eu discuti sobre quais seriam os verdadeiros "efeitos" do detrimento dos planetas. A partir daquele post, surgiu a idéia de fazer um sobre como interpretar planetas nos signos, baseado no trecho a seguir, extraído do artigo anterior e que constitui numa tradução de um trecho do livro de Abu Ali al Khayatt:
Saturno no domicílio do sol em mapas diurnos anuncia a fortuna do nativo, a boa reputação do pai e um aumento de recursos. E se for uma natividade noturna, significa a aflição do estado de saúde do nativo e do seu pai. Saturno no domicílio da Lua, não duvide que isso significa enfermidade para o nativo, múltiplas doenças para a mãe e ele até destruirá os recursos maternos durante sua vida. Júpiter num domicílio de Mercúrio, o nativo será um homem de negócios rico, dando e aceitando muito por conta das suas transações, e ele será louvado, e terá domínio sobre alguns homens em segredo, e ele ganhará dinheiro disso, e será homenageado com as mais altas honra…

Dignidades (Parte 2.2 - Planetas em detrimento)

No post anterior, vimos que os planetas em detrimento tendem a representar conflitos psicológicos dos planetas envolvidos; todavia, isso não significa que o indivíduo com estes planetas em seu mapa terá inseguranças: os planetas de um mapa natal representam várias pessoas, não necessariamente o nativo. Para representá-lo, um planeta deve ter forte associação com o Ascendente da carta.

Ao sabermos isso dos planetas em detrimento, dá-nos a curiosidade de como os autores medievais os interpretavam. Abaixo, estão as interpretações medievais de todos os planetas em detrimento, na ordem caldaica, traduzidos do livro "On the Judgements of Nativities", de Abu Ali Al Khayatt. Mas é preciso seguir o exemplo de Morin e analisá-las com algum distanciamento crítico.

Para Morin, era absurdo que um mesmo planeta representasse, ao mesmo tempo, o pai da pessoa e suas honras - e que todas as pessoas nascidas num intervalo de tempo em que tal significador estivesse no mesmo signo, a receber …

Dignidades (Parte 2.1- Planetas em detrimento).

Neste post, vamos tentar explorar os mitos que circundam os planetas em detrimento.
Vou tentar ser conciso e, ao mesmo tempo, abarcar informação relevante. Já estava sendo possuído pelo espírito da procrastinação e, quando percebo isso, urge uma providência, nem que seja fazer as coisas de um modo mais fácil para que se vença a resistência da preguiça. Isso porque eu imaginava um mega post sobre os planetas em detrimento, mas de que adianta imaginar algo espetacular se você tem preguiça de fazer? 
Introdução As informações sobre planetas em detrimento são escassas. Ao menos, no período da astrologia que mais nos interessaria - os autores árabes e os da fase clássica (do século 1 ao nono depois de Cristo). Nesse longo período, de autores concisos porém maravilhosos, eu vejo coisas esparsas e vagas sobre o conceito de detrimento. 
Os astrólogos medievais e seus tradutores - confesso não saber em quem colocar a culpa - tem um péssimo defeito ao escrever/traduzir, que é ser vago nos adje…

Expliquem essa, ateus! Ateísmo à luz da astrologia

Como haveria de ser, a religião também tem uma representação astrológica. Mas o ateísmo também...

O cientista Richard Lynn fez uma afirmação polêmica quando disse que os ateus costumam ser mais inteligentes que os religiosos. Só que Lynn usou para isso (provavelmente) testes de quoeficiente de inteligência (o famoso Q.I.), que tenta mensurar a inteligência lógico-matemática, a mais valorizada pela sociedade: o filho do seu vizinho pode ser uma anta para entender conceitos filosóficos, mas se ele destrinchar com mestria uma equação polinomial é considerado mais inteligente do que o nerd que anda triste pelos cantos, aos 15 anos lê e entende Nietzsche e está com a cabeça cheia de dúvidas existenciais, conceitos elaboradíssimos, mas que tira notas medíocres em matemática...

O que Lynn poderia dizer, com toda a certeza, é que há uma associação entre inteligência lógico-matemática e ateísmo. Baseado nisso, podemos começar a estudar o tema à luz da astrologia - essa abominação para ateus e…

Dignidades (Parte 1 - Planetas em domicílio).

Quando se trata de achincalhar a Astrologia Medieval, as dignidades são um dos temas mais usados. Isso porque as pessoas não leram nada a respeito e se baseiam nas interpretações - por diversas vezes, tenebrosas - de quem pratica Astrologia Medieval hoje.

E quem disse que os praticantes estão sempre certos? Julgar um livro por quem o pratica pode ser a pior maneira de se ter uma idéia correta a respeito da obra. É por essas e outras que a Bíblia é um livro tão desprestigiado - porque tem várias pessoas que o praticam de uma forma completamente abominável.

Eu vou tentar mostrar aqui as lendas mais comuns em torno das dignidades, bem como as propostas mais recentes e honestas a respeito de cada uma. Lembrando que eu não faço isso pra passar a mão na cabeça de ninguém.

Quando se tenta suavizar um conceito que é tomado como radical, logo se pensa que o Astrólogo quer se popularizar dizendo aos clientes aquilo que eles querem ouvir. No meu caso, está longe disso. Se as interpretações tene…