Pular para o conteúdo principal

Eletivas para começar negócios: regras


Se você não sabe como funciona a astrologia eletiva indiana (chamada de Muhurta), a seguir eu mostro um exemplo na prática de como se escolhe a melhor hora de se realizar eventos à luz da Jyotisha:

Nakshatras ideais

Os nakshatras são uma divisão alternativa do zodíaco em 27 partes iguais, e que respeita a precessão dos equinócios: ou seja, assim como as estrelas fixas, com o tempo (muito lentamente), os nakshatras vão "andando" para trás em relação ao zodíaco tropical. Na Muhurta, quando se fala em "Nakshatras ideais", se refere ao ingresso da Lua neles.

Você encontra uma tabelinha com os nakshatras facilmente. Asvini, Rohini, Mrigasira, Pushya, Uttaraphalguni, Hasta, Chitra, Anuradha, Uttarashadha, Uttarabhadrapada e Revati são nakshatras favoráveis. Quando a Lua ingressar neles, é favorável começar negócios.

Mas os nakshatras não são suficientes. Uma hora melhor seria quando a Lua entra nos nakshatras ideais e ao mesmo tempo ocorre o número máximo possível dos fatores abaixo:

Tithi (dia lunar)

Tithis são os dias lunares. A cada 12° percorridos pela Lua em relação ao Sol, conta-se um Tithi. Se você não sabe contar os tithis, há muita literatura disponível na internet sobre isso para explicar o conceito. Evite o 4º, 9º e 14º Tithis.

Vara (≈ dia da semana)

Para Varahamihira, Vara seria o dia da semana, mas contados a partir de Yamakoti, um ponto que fica no meio do Oceano Pacífico e que era considerado o "Meridiano de Greenwich" da antiguidade. "Yamakoti" significa "os sinos de Yama", sendo Yama o deus do tempo, uma manifestação de Saturno. Astrologicamente, o tempo mundial DEVERIA ser contado a partir de Yamakoti, e não pelos meridianos locais, como os astrólogos passaram a fazer na idade média em todo o mundo conhecido.

Yamakoti fica nas coordenadas 165°E46' e 00°N00'. Fica no meio do Pacífico, mas dizem que tem ruínas submersas, vestígios de uma cidade antiga - o que pode ser verdade, porque ilhas somem e aparecem no Pacífico com uma relativa frequência, geologicamente falando, é claro.

Usando essas coordenadas, os dias da semana começariam mais tarde do que o normal no Brasil, e cada parte do mundo teriam os dias da semana começando em horas locais diversas. 

Evite o Vara de Marte, que no Brasil fica aproximadamente entre 4 da tarde de terça e 4 da tarde de quarta-feira (isso muda conforme a época do ano).

Você pode saber quando começam os dias da semana usando o software de horas planetárias ChronosXP. 

Lagna

Evite o Ascendente Aquário para começar negócios. 

Planetas e configurações

  • Vênus e Lua são muito favoráveis no Ascendente. Não deve haver maléficos nas casas 8 e 12 (use signos inteiros para isso).
  • Benéficos são melhores na 2, 10 e 11, por razões óbvias (são as casas ligadas a ação e ganhos financeiros).

Impedimentos totais comuns (apenas alguns)

São configurações que impedem qualquer coisa:
  • Evite contatos com a Lua e maléficos. Use conjunções e aspectos rashi, e não os aspectos ocidentais: signos fixos aspectam signos cardinais, menos aqueles que estiverem ao lado deles, e vice-versa. Por exemplo, Libra aspecta Touro, mas não escorpião, que está do seu lado. Signos mutáveis se aspectam e não aspectam signos cardinais e fixos.
  • Evite Vênus no Sexto Signo
  • Evite os dias em que o Sol entra num signo novo. Por exemplo, hoje seria horrível pra se fazer qualquer coisa, pois ele acaba de entrar em Câncer.
  • Se a muhurta for sua, evite começar alguma coisa no mesmo tithi e/ou nakshatra em que você nasceu. Por exemplo, se você nasceu com a Lua a menos de 12° do Sol, está no primeiro tithi: independentemente do signo onde estiverem sol e lua, se você começar eventos no primeiro tithi, isso não é auspicioso. A mesma coisa com seu nakshatra: se a sua Lua natal fica em Asvini, não comece nada quando a Lua passar novamente por ele.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

Como interpretar uma revolução solar - segunda edição

Eu tenho meus problemas em editar artigos antigos porque eles refletem meu pensamento num dado tempo e espaço, e considero um sacrilégio apagar essa memória. Como eu tenho novas ideias sobre como interpretar revoluções solares, achei conveniente criar um novo artigo com o mesmo nome, se diferenciando apenas com o subtítulo “última edição" Revolução solar são trânsitos sofisticados sobre o mapa natal Simples assim. Eu me cansei de interpretar revoluções solares isoladamente e dar com os burros n’água. Interpretar revoluções solares baseando-se nas posições de casa e de planetas natais é a solução para deixar tudo claro como cristal. Vamos começar com a minha revolução de 2016: O ano de 2016 teve dois principais acontecimentos: eu viajei para a Itália pela primeira vez e meu filho nasceu. Se usarmos somente a revolução solar, fica fácil ver que o filho nasce, pela presença do regente do ascendente da RS, lua, no quinto signo, escorpião, em sextil a júpiter e em trígono com vênus. …