Pular para o conteúdo principal

Lua natal do dia: Gêmeos.


O nativo é um grande apreciador de mulheres e inteligente na união sexual. Seus olhos são avermelhados; ele conhece os Sastras e pode se fazer de mensageiro.
Os cabelos da cabeça são ondulados. Ele se torna muito inteligente e esperto. Astuto, um brincalhão e um jogador persistente. Suas pernas são graciosas, ele tem discurso suave e persuasivo, pode comer muito, aprecia música, sabe dançar bem e se une em sexo ou amizade com eunucos ou pessoas tímidas. Seu nariz é adequadamente arrebitado (ou seja, não o suficiente para que seja considerado feio) 
Varahamihira.

A Lua entra no Signo de Mercúrio.

O planeta regente de Gêmeos é objeto de controvérsia entre o ocidente e o oriente. Os indianos dão a mercúrio muitas atribuições em comum com os livros ocidentais, mas há uma grande diferença: na Índia, dá-se ênfase à capacidade de Mercúrio resolver problemas práticos, de executar planos. Tanto que lá, ele rege o elemento terra, muito mais pragmático e focado que o elemento ar, e com isso se deixa de lado a faceta mercurial de empurrar as coisas com a barriga e fazer mil coisas ao mesmo tempo.

Outra divergência é na forma física de mercúrio. Nós ocidentais o consideramos representando o corpo de alguém belo, com pouca massa muscular e tendendo à androginia. Alguns se referem a mercúrio como a fisionomia do "nerd" (pense em Bill Gates). Porém, os indianos consideram que Mercúrio pode representar alguém com um corpo grande, mas não gordo: É dito que, quando Mercúrio forma a combinação planetária da Grande Pessoa (Mahapurusha yoga) indica uma pessoa corpulenta - mas no ocidente, prevalece a idéia de que mercúrio é franzino. Eu acho que os dois podem acontecer, em momentos diferentes. As proteínas são regidas por mercúrio, e é muito comum no Brasil homens com semblante nerd suplantarem sua identidade física anterior com uma dieta rica em proteínas, associada a atividade física, de modo a aumentar a massa muscular.

Com essas diferenças ressaltadas, o restante permanece igual no ocidente e no oriente. Mercúrio, se configurado a Vênus, indica diversões e capacidade artística. Isoladamente, nem tanto, pois nunca um planeta terá uma abrangência de atividades humanas igual a dele: tanto o sisudo contador quanto o lívido artista de circo podem ser representados por ele. Depende dos planetas e casas com os quais mercúrio se associa.

Mercúrio também representa eunucos e pessoas andróginas na Índia. É considerado um planeta assexuado. Tanto que uma das polêmicas configurações de homoerotismo no mapa seria encontrar mercúrio associado à casa 7 e/ou ao seu regente, e/ou ao karaka dos relacionamentos, Vênus (homens) ou Júpiter (mulheres). É por isso que o autor indica o envolvimento do nativo com essas pessoas - e aqui o autor dá ênfase à amizade (com eventual conluio carnal...) entre o nativo e andróginos, porque a Casa 2 também indica amizades e, como verá a seguir, essa casa é muito importante para a Lua em Gêmeos.

No texto acima, a Lua em Signo de Mercúrio inclina o nativo à diversão. Não consigo ver Mercúrio dessa forma, somente no seu aspecto lúdico, mas ele acontece. Acredito que isso seja enfatizado em Gêmeos porque:

  1. Mercúrio é um benéfico, e indica coisas agradáveis 
  2. O Elemento ar (ao qual pertence o Signo de Gêmeos) indica a gratificação dos sentidos: prazer.

Sim, Mercúrio é prático, rege a Terra. Mas Gêmeos é a faceta mais sacana do planeta, devido ao segundo fator acima.

Toda a astúcia e habilidade artística de mercúrio ressaltadas pelo autor derivam do fato dele pertencer à classe dos comerciantes - termo esse que não significa apenas vender coisas, mas também vender a si mesmo, se promover. Conjugue o planeta comerciante ao elemento ar sudra e teremos alguém que sabe vender, mas o faz de um modo mais divertido e persuasivo, mais por hobby do que por dever. A astúcia, a brincadeira e a capacidade de negociação e de especulação referidas pelo autor são típicas da mistura signo sudra + regência de planeta comerciante.

Finalmente, o nariz elevado é uma coisa interessante, e não há uma idéia para explicar isso além do fato de mercúrio ser o indicador do sentido do olfato. Pessoas com a Lua em Virgem são muito sensíveis a odores, e talvez isso se aplique à Lua em Gêmeos também, embora não tenha convivido com muitas para perceber isso. Pela técnica da Mulatrikona (a seguir), a casa 2 está muito ativada, o que indicaria um nariz arrebitado, porque além de mercúrio indicar olfato, a Casa 2 representa a face, e isso pode justificar a proeminência do nariz.


A técnica da Mulatrikona

A Lua está no segundo signo a partir da sua mulatrikona (Touro), e Câncer (domicílio lunar) está a dois signos de Gêmeos. Com isso, temos uma pessoa cuja vida emocional e mente é ativada pelos significados de casa 2.

Sendo assim, podemos esperar que a pessoa com Lua em Gêmeos possui naturalmente significados de Casa 2 muito nítidos na sua vida: esta casa rege responsabilidades financeiras e a pessoa com essa Lua pode ser muito hábil com dinheiro, porém estamos falando da mente da pessoa, e precisamos ser mais abrangentes: outros significados da Casa 2 incluem comida e discurso. Portanto, como disse o autor, alguém com essa Lua será loquaz e terá um grande apetite.

Pessoas com a Lua em Gêmeos sofrendo alguma aflição podem ter compulsão por comprar coisas e por comida quando houver uma tensão emocional. A pessoa pode se endividar e/ou engordar devido a isso. De fato, Lua em Gêmeos tem de tomar cuidado com obesidade ou sobrepeso. Jaimini diz que Virgem e Gêmeos são signos nos quais a presença do Produtor da Alma (Atmakaraka) pode representar obesidade. Ora, a Lua em muitos mapas pode não ser o Atmakaraka, mas é um ponto extremamente pessoal e me interrogo se isso também poderia ser aplicado ao luminar noturno.

Comentários

  1. Muito interessante esse cálculo a partir da Mulatrikona como forma de definir a influência do signo sobre o planeta. Aprendeu isso com o Ernst?

    ResponderExcluir
  2. Sim, isso é conteúdo do curso "Character effects of the grahas". Lamentável é que Ernst não dá a fonte, mas já vi um autor indiano citando algo parecido, acho que foi Dinesh Mathur.

    Essa técnica é apenas uma das maneiras de perceber a influência do planeta na vida da pessoa, as outras você pode perceber também no texto acima.

    ResponderExcluir
  3. Entendi. Mas uma pergunta... conta-se a partir do local onde o planeta está até sua Mulatrikona? Ou é o inverso? E com relação ao Domicilio isso também se aplica? Como faço afinal pra contar e descobrir qual tipo de angulação influi?

    ResponderExcluir
  4. É que ai você cita que a Lua está no segundo signo a partir da Mulatrikona, então eu presumo que seja a partir da Mulatrikona que se conta. Mas ai você também fala que o domicilio está na 2 a partir do planeta. Seria assim então? Ou posso fazer de ambas as formas (do planeta a dignidade e da dignidade ao planeta) para ambas dignidades?

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho a mesma dúvida, Guilherme. Neste link:

    http://laurabarat.org/blog1/planets-through-the-signs/the-moon-through-the-signs/

    A autora faz uma análise parecida (mas não tão completa quando a do Rodolfo). Em Áries, as conotações são das casas 4 (Câncer em relação a Áries) e 12 (Áries em relação a Touro). Em Gêmeos, é da Casa 2, conforme o Rodolfo ilustrou.

    Uma explicação nesse sentido seria muito bem vinda.

    ResponderExcluir
  6. Dado o tema abordado, tenho a impressāo que vc fez uma leitura parcial do meu mapa astral sem que este fosse lhe apresentado voluntariamente. Com relaçāo ao olfato de uma pessoa com a Lua em Gêmeos, sou prova cabal de que pelo menos em mim este sentido é tão aguçado que me causa muitos transtornos, mas outras vezes até salvou vidas! Tanto é, que o meu apelido em casa é " Cheirinho"!kkkkk. Ironia, nāo! ?Oh, configuraçāo astral!

    ResponderExcluir
  7. Fiz o comentário acima, pois suas indagaçōes e especulações a respeito de um individuo com Lua em Gêmeos na Casa 2 confirmam-se inclusive em certas peculiaridades que as sinto e as percebo em mim como sendo constragedoras, de tal forma que axei um dever tecer algo a respeito, mais do esplanar temas ou dúvidas técnicas em astrologia. Uma pessoa real que se indaga o tempo todo de como uma configuraçāo celestial estrutura e até certo ponto confina o indíviduo, ou, como muitos retrucam, apenas dita tendências! É quase uma setença, um destino, sabe-se lá o livre-árbitrio (se é que isso existe!?) antes de eu nascer escolheu este meu mapa natal, hoje um espelho que nem sempre me reflete do modo como eu gostaria de me ver.

    ResponderExcluir
  8. obrigado pelos comentários, Roger. Eles respaldam o que disse. Nem sempre temos experiência para concordar ou discordar dos livros. Temos de ficar esperando algumas coisas acontecerem na nossa frente.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…