Pular para o conteúdo principal

Nama Rasi - Seu nome no seu mapa

O 'nama rasi' (literalmente, signo do nome) deve ser visto no zodíaco sideral, pois é uma técnica indiana.

O modo como estiver o signo do nome no seu mapa representará seu destino, conjugado obviamente a outros fatores.

Para você saber em que signo cai o seu nome, é preciso consultar uma tabela e seguir as regras do artigo 'Numerologia Indiana - Katapayadi'. Você pode baixar a tabela aqui ou no link do artigo.

Essa é uma maneira de diferenciar pessoas com mapas astrológicos muito parecidos, mas que tem nomes diferentes (Existem outras que não vem ao caso).

Rodolfo = Ho-do-pho = 8-3-2 = 238 = 19, com resto 10 = Capricórnio.
Um adendo: a síbala "Ro" do meu nome é falada como se fosse 'ho' para os ingleses e indianos. Assim sendo, na tabela de katapayadi (clique para baixá-la) eu devo procurar pelo número dado a 'ho', e não a 'ro', que é pronunciado como o erre nos encontros consonantais 'pro' 'pre' 'tra' 'cra', etc.
O meu nome é representado pelo Signo de Capricórnio. Assim sendo, Capricórnio é o meu Nama Rasi.

O nama Rasi mostra algo pelo qual a pessoa se diferencia da multidão. É mais um definidor da sua identidade. Se sou conhecido por Rodolfo, serei mais reconhecido pelas coisas representadas por Capricórnio no meu mapa natal, porque o nama rasi de Rodolfo fica em Capricórnio.

Da mesma forma, qualquer Rodolfo terá seu nama rasi em Capricórnio, mas a individualidade de cada um dependerá de como Capricórnio está em cada mapa.

Segundo a Astrologia Indiana, Capricórnio é aspectado pelos signos fixos, mas estes signos estão sem planetas no meu mapa. Vênus está sozinha.

Na minha natividade, Capricórnio é signo de Vênus, regente das casas 3 e 8:
  • A casa 11 são ganhos, uma boa renda (a depender de outras configurações).
  • A casa 3 fala de gosto artístico (nesse caso sim, pela regência de Vênus) e explica meu envolvimento com internet e design (de um modo leigo, uma vez que sou médico). Também rege parakrama (coragem) maithuna (cópula, modo de se fazer sexo).
  • A Casa 8 fala de eventos súbitos, perdas, aborrecimentos.
Essas coisas são lembradas quando querem se referir a mim. Quem é o Rodolfo? É o cara que teve uma queda dentro da faculdade que lhe rendeu uma fratura de tíbia e joelho (Vênus regendo a 8 em Capricórnio), o cara que gosta de desenhar e de design (Vênus regente da 3) o cara que não é muito corajoso para expor seus pensamentos e se posicionar perante os outros (Vênus, um benéfico, regendo uma casa de coragem).

Quanto ao sexo e ao dinheiro que ganho, deixemos isso para quem me conheceu nesses níveis...

Comentários

  1. Oi Rodolfo! Descobri recentemente seu blog e estou adorando! Parabéns! Só não sei se consegui fazer meu nama rasi direito... meu nome é chiara, kya/ra, o que daria 1-2 = 12. É isso mesmo? Ou é 3? Se for 12 é peixes, exatamente o meu ascendente no mapa natal "ocidental"... Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Chiara

    Vamos parte a parte:

    1 - Chia - ra
    ('ia' junto é considerado um tipo de vogal no Sânscrito, então está certa essa separação)

    2 - Chia = kia = valor 1
    Ra = valor 2

    3 - Chiara = 12 = invertemos = 21

    4 - 21/12 = 1, com resto 9 = Sagitário

    O seu ascendente em Peixes pode ser aquário no zodíaco sideral... Sendo assim, Sagitário fica na Casa 11, que significa ganhos, amizades, grupos, pintura, desenho e design, etc.

    É preciso ver os planetas que aspectam esse signo, o regente Júpiter, etc.

    ResponderExcluir
  3. Oi Rodolfo,

    Muito obrigada! Eu esqueci da inversão! dã! Meu signo é sagitário e quase tudo no meu mapa é sagitário... :) Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi, Rodolfo!
    Parabéns pelo excelente blog! Frequentemente aprendo muito aqui.
    Só uma coisa.
    Acho que você usou o 'd' errado. O 'd' com o pontinho embaixo é o 'd' retroflexo, que não tem em português (ao meno no falado no Brasil). O outro 'd' (oclusivo alveolar sonoro), presente em Rodolfo, tem a pontuação 8. Assim,
    Ho = 8; do = 8; fo = 2.

    288/12 dá resto zero. Portanto, seu nome na verdade cai em Peixes no seu mapa.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pela correção, Márcio. Como pode ver, Sânscrito não é meu forte, rs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…