Pular para o conteúdo principal

Download - A Antologia de Vettius Valens, GRÁTIS

Isso já circula desde o mês passado na internet. Vou publicar aqui porque o domínio é público e ninguém pode nos impedir.

Saiu o livro mais enciumado da Astrologia em domínio público: a Antologia de Vettius Valens.
(Palmas!).

São cerca de trezentas páginas, com letrinha miúda, em Grego Clássico. Foi traduzido ao longo da década de noventa para o inglês moderno pelo respeitável Robert Schmidt, do Project Hindsight.

Porém, nessa corrida de traduções, um cavalo também chegava ao final, afastado do cavalo mais apostado. Ele se chama Mark Riley: um professor Emérito de Línguas Estrangeiras da Universidade de Sacramento, na Califórnia. Sim, ele tem um site.

Por que esse livro é tão enciumado? Porque, antes de ter um download gratuito, a tradução de Schmidt era dificílima de ser conseguida.

Robert Schmidt tem vários méritos, e dentre eles o principal é divulgar a Astrologia Helênica (aquela que se praticava nos primeiros séculos da era cristã na Grécia e no Oriente Médio), mas tem também um grande demérito:a falta de uma mentalidade de marketing, talvez por razões ideológicas.

No sétimo livro da Antologia de Valens, o prefácio do tradutor (Schmidt) defende o ponto de vista do autor (Valens) em 'não divulgar esse conhecimento para qualquer pessoa'. Não sei se esse argumento foi seguido à risca por Schmidt, mas ele condiz claramente com a postura fechada do Project Hindsight.

Quando se tem um livro pronto, é preciso colocar a 'máquina de marketing' para funcionar, flexibilizando os modos de aquisição do livro pelo público alvo.

Para um livro ser de fácil aquisição, ele precisa estar disponível em qualquer boa livraria digital, como a Amazon, e ser ao mesmo tempo disponível em outros formatos, como ebook, etc. Isso tudo tem a finalidade de manter a memória do livro acesa nas cabeças do público. E é aí que vemos a burrice de um autor tão inteligente como Schmidt.

Várias obras do Projeto não foram mais editadas e estão fora de circulação. Alguns autores tiveram suas traduções 'presas' pelo Projeto por questões de copyright, mas Dave, do site Astroamerica, sabe meios de tirar do domínio do projeto qualquer um dos livros 'truncados'. As traduções de Ibn Ezra feitas por Meira Epstein, voltaram à circulação editorial e podem ser compradas em qualquer (boa) livraria digital.

Era irritante ver tantas traduções assim paradas porque o Projeto não tinha dinheiro para reeditá-las. Igualmente irritante era o preciosismo do autor em retraduzir toda a antologia devido a questões ideológicas e a descobertas mais recentes sem manter à venda as edições antigas.

Nenhuma obra podia ser comprada pela Amazon, a menos que fosse usada e estivesse disponível num dos 'sebos' ligados ao site americado de vendas. Isso mostra que Schmidt não estava a fim de ganhar dinheiro, e parece que conseguiu isso, pois quem é ligado ao projeto percebe claramente que ele já passou por dificuldades financeiras brabas, sob o risco de perder a sua casa por não pagar a hipoteca!

Quanto mais inteligente uma pessoa é, mais burra ela pode ser no seu pragmatismo, que é a capacidade da pessoa tomar decisões e levá-las a cabo. Schmidt talvez se enquadre nisso, pois é uma das mentes mais privilegiadas pela qual a Astrologia teve o privilégio de ser estudada. Entretanto, quanto mais inteligente se é, mais idéias contrastantes a cabeça consegue abarcar, e o indivíduo se perde na indecisão e na estagnação.

Finalizando, Robert perdeu mais uma vez, porque a tradução de Riley é muito mais fácil de ser entendida. O inglês de Schmidt é pedante para os americanos. Para os brasileiros, ele é até mais fácil de se ler em alguns trechos, porque é um inglês latinizado, típico de intelectuais, mas os falantes de línguas latinas se beneficiam no entendimento.

Comentários

  1. Saudações!

    muito boa iniciativa!

    ao baixar o arquivo em pdf só está em ingles.... como baixar o texto traduzido?

    abraços interestelares

    Benter

    ResponderExcluir
  2. Olá Benter, obrigado pela consideração.

    Infelizmente não há o texto do Valens em português.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…