Pular para o conteúdo principal

Críticas a Astrologia Preditiva.

Estudar Astrologia Clássica é demarcar uma posição um tanto delicada entre Astrólogos abarrotados de concepções pós-modernas.

Prever o futuro implica, de uma certa forma, dizer que ele já está escrito. Também implica um variável grau de invariabilidade do porvir. Ou seja, por mais que eu me esforce, não posso mudar o futuro. Essa conclusão nos tira da responsável posição de agentes sobre as nossas vidas para uma posição desconfortável de apenas observador.

Com o conhecimento prévio do futuro, cria-se uma cisão. De agente, passamos a ser observador das nossas vidas. Cindidos nesse paradoxo, tentamos nos dissociar: enquanto observadores das nossas vidas, damo-nos o direito de discordar do rumo que nós, enquanto agentes, criamos para ela. Essa discordância, porém, só passou a existir na vigência do oráculo!

Paira entre muitos astrólogos a fobia às histéricas, mas a histeria só é um problema para o astrólogo que desacredita no destino e crê que poderá influenciar o rumo da vida de sua cliente influenciável.

As coisas futuras dependem da sua ação e da invariabilidade do seu caráter. Algumas pessoas são previsíveis porque sempre tomam um mesmo tipo de decisão no mesmo tipo de contexto. Seria um absurdo prever da mesma forma com a Astrologia?! O caráter é previsível a esse ponto? Tudo é assim facil e rigorosamente previsível? Decerto que não. Pela mesma razão, a Astrologia é falha, não mais que a ciência moderna, que ainda cria o absurdo da margem de erro, que tenta tornar o imprevisível previsível!

A astrologia tem sua margem de erro? Sim. Ela pode ser encontrada na consciência que o Astrólogo tem acerca da vida do consulente. Quanto menos ele sabe do consulente, maiores as chances dele errar a interpretação do símbolo Astrológico.

Que possamos confiar no potencial da Astrologia Preditiva de uma forma madura, admitindo que ela não é infalível da mesma forma que outras "ciências" também não são.

Comentários

  1. concordo, tenho pouco a acrescentar, pois vc escreve perfeitamente bem.Abraços!]
    E no seu rmao sou um gde expectador, aprendiz.

    ResponderExcluir
  2. obrigado pelo seu precioso retorno. Domo arigatô!

    ResponderExcluir
  3. Olá Rodolfo. O texto é bem interessante. Temos a implicação do oráculo já ser uma parte do processo por si, então ele é o meio pelo qual algo se desenvolve na nossa vida, conceptulizando a pessoa sobre a situação que virá. Não deixa de ser um aviso do tipo "leve água e chocolate pq a caminhada será extenuante", a previsão nos dá ferramentas teóricas para lidar com um porvir, que já está estabelecido, sim, mas não está experimentado. Então, nesse patamar, tem uma validade prática, afinal de contas, tolo é aquele que conhece as consequências de seu ato e não age de acordo com esse conhecimento.

    ResponderExcluir
  4. Passando pra enviar grande abraço e dizer que aguardo preciosos textos seu!

    ResponderExcluir
  5. Caro Dr.R

    Tenho o maior gosto em partilhar consigo o selo 'Homens Fabulosos', por ser admirador do seu trabalho bloguístico.

    Recolha o seu selo em
    www.entendendoastrologia.blogspot.com

    Abraço.

    Luan Ramos

    ResponderExcluir
  6. oi Luan, mil desculpas pela demora em responder. Eu perdi a sua postagem no email e não sabia que estava aqui, ando meio desligado do blog.

    muito obrigado pelo convite.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…