Pular para o conteúdo principal

Achados na Prática 2

Mais um lançamento da série "Achados na Prática". Nesta segunda edição, apresento o esboço de uma sistematização da aplicação dos Lotes Helênicos, vulgarmente conhecidos como Partes Árabes.

O estudo toma como exemplo o mapa de um menino de três anos de idade.

A série Achados na Prática consiste em casos reais que foram descobertos na minha experiência com amigos ou clientes, com a devida permissão de terem seus mapas publicados, eventualmente sem os seus dados natais.

Comentários

  1. Sabe aquela velha cantada:
    "seu pai é ladrao?"
    etc etc

    rodolfo finalmente criou um metodo capaz de colocar isso a prova

    hheheheh

    y

    ResponderExcluir
  2. A tempo:

    quanto aos aspectos proximos das partes, eu ja tinha percebido isso. Muitas vezes, se há um planeta aspectando partil, eu ignoro até mesmo o regente.

    Quanto a recepcao afastando, em horaria isso nao faz sentido, so olhamos aplicativos, mas em natal eu tinha percebido isso na pratica e estava todo "ue, e a droga da recepcao". Entao gracias por me dar uma justificativa teorica...

    ResponderExcluir
  3. como é essa cantada do "seu pai é ladrão" rs..?

    ResponderExcluir
  4. Na verdade faz parte de uma série de piadas infames:
    Seu pai é padeiro?
    - Por quê?
    Porque vc é um sonho

    Seu pai é mecânico?
    - Por quê?
    Porque vc eh uma graxinha

    seu pai é ladrão?
    - Por quê?
    Porque ele roubou o brilho das estrelas e colocou nos seus olhos

    seu pai é médico?
    - Por quê?
    Maaais que saúde, hein?

    Agora voce pode mudar para "voce tem a parte do pai em aspecto partil com mercurio combusto?"

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…