Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2008

Direções Primárias: algumas observações.

Sabe uma coisa que possui excelente reputação, mas que você experimentou e não chegou a mesma conclusão do discurso do senso comum? Pois as direções poderiam se encaixar nesse perfil. Por mais que eu tente, não consegui diversas vezes encontrar nada de significativo nas minhas direções. Muitas pessoas contra-argumentam - e por várias vezes eu tentei me contra-argumentar e ainda fazer um voto de confiança as direções, com os seguintes contra-argumentos:
Uso as direções erradas, pois as verdadeiras só são calculadas por um software de Astrologia chamado Placidus;Meu horário de nascimento está errado, então as direções não funcionam.Não sei interpretar direções.
As Direções Primárias constituem numa das técnicas mais antigas de previsão. Associada ao estudo do Hyleg e do Alcocoden, era usada para delimitar o Arcus Vitae, isto é, a duração da vida, delimitando com precisão o mês do óbito (e alguns dizem o DIA do óbito). Além dessa função importante, eram as direções que norteavam a interpr…

coisas que voce não aprendeu - parte 2: o retorno da luz

Hoje vamos aprender um conceito muito interessante na dinâmica dos aspectos chamado "retorno da luz", também chamado de "Retorno da Virtude".

Quando um planeta "A" se aplica a outro "B", "A" compromete sua disposição e virtude ao outro. Se o planeta que receber a disposição estiver retrógrado ou em combustão, ele retorna a luz de "A" a ele mesmo.

O retorno de luz pode ser bom ou ruim. Se "A" estiver cadente e receber a luz retornada de "B", isso indica que o assunto não melhorará. O aspecto aplicativo de "A" cadente para "B" seria como um pedido de ajuda de uma pessoa com problemas e sem condições de agir a outra que possua melhor condição. Se "B" retorna a luz, é como se o pedido fosse negado, o que coloca "A" sem esperança alguma... Por outro lado, se o planeta "A" estiver angular ao se aplicar a "B", caso este retorne a luz, então o retorno é com…

coisas que voce não espera (porque não aprendeu)

Recentemente tenho estudado alguns princípios básicos pela terceira ou quarta vez; é pela experiencia de terceiros que vemos algumas coisas funcionarem na prática, daí retomamos textos onde não tínhamos percebido detalhes anteriormente.

Eu sou um grande admirador de Steven Birchfield, já comentado por essas bandas. Um astrólogo norte-americano, radicado na Noruega, que como Yuzuru diz tem um conhecimento enciclopédico além de uma "biblioteca de Alexandria" quando o assunto é Astrologia. Até hoje luto para saber onde ele conseguiu comprar alguns livros... Steven vai além do mercado editorial astrológico para pesquisar traduções medievais em universidades pelo mundo, sem problemas para ler, porque ele sabe várias línguas européias...

Por ter um vasto conhecimento, Steven consegue perceber as discrepâncias e semelhanças entre vários textos medievais e clássicos. Além do mais, sua clientela proporciona a oportunidade de aplicar conceitos que ele adquire em suas leituras - definiti…

Retorno Solar e Profecções (por Valens)

A grosso modo, a Revolução Solar é um mapa anual usado para atualizar e detalhar as coisas representadas pelo mapa natal. Entre os astrólogos clássicos, essa técnica era também chamada de ingresso. O termo "revolução" se tornou mais popular a partir dos árabes.

Igualmente popular a partir dos árabes foi a maneira de se calcular o retorno solar como conhecemos hoje: Calcula-se o ingresso para o exato momento em que o Sol retorna a sua posição natal. No período helenístico da Astrologia, porém, desconhecia-se uma técnica capaz de encontrar a posição do Sol natal. O ingresso ensinado pelos Astrólogos daquela época se baseava num procedimento diferente e mais simples para eles, que será mostrado abaixo:Espere o Sol retornar ao seu signo natal;Espere a Lua retornar ao seu signo e grau natais;A Revolução Solar deve ser calculada no momento em que a Lua chega ao início do grau natal. Por exemplo, se a sua Lua natal está em 03' 56' de Virgem, calcule o instante em que ela est…

Aspectos na antiguidade

Aqui vai a minha percepção dos aspectos na antiguidade, principalmente antes do período medieval.

Em primeiro lugar, preciso contra-argumentar o que alguns astrólogos tradicionais dizem acerca da astrologia moderna. Eu não sou um astrólogo pós-moderno. Minha abordagem segue princípios de interpretação medievais e clássicos, mas é preciso fazer jus sempre a verdade. Tampouco eu tenho necessidade de achacar meus colegas modernos. Sou muito bem resolvido nas minhas escolhas para fazer isso, logo eu acho desnecessário criticar demasiadamente colegas.

A contenda se resume no seguinte: alguns astrólogos medievalistas dizem que a Astrologia moderna dá muita enfase a aspectos. Isso é verdade; além disso, porém, meus colegas também criticam a prática moderna dizendo que nela os planetas mudam de significado quando eles entram em aspecto, porém nunca vi um astrólogo moderno defendendo isso. Ao contrário, creio que há muitas semelhanças entre o modo pelo qual um astrólogo clássico e um moderno int…

planetas na Casas

A posição de um planeta dentro de uma Casa pode indicar eventos de várias naturezas. Isso porque um planeta tem o seu estado alterado anualmente na Revolução Solar. Isso faz com que o planeta nunca se expresse da mesma forma numa mesma vida.

Se tenho mercúrio na Casa 12 regendo a Casa 3, não quer dizer que meu irmão terá sempre problemas todos os anos. Em primeiro lugar, para isso acontecer, mercúrio deve ser ativado em técnicas preditivas. Isso acontecerá em uma das formas abaixo:
Mercúrio deve reger a profecção do ano;Mercúrio deve ser regente do ano da Revolução Solar;Mercúrio deve ser regente dos Períodos Planetários;Mercúrio deve estar angular na Revolução Solar;Talvez você esteja estranhando os nomes das técnicas acima. Basta procurar no meu blog para ter uma noção delas. Fundamentalmente, são técnicas preditivas. Continuando: mesmo que mercúrio esteja numa Casa ruim no mapa natal e ao mesmo tempo ativado por técnicas preditivas, ainda assim isso não indica problemas. é preciso qu…