Pular para o conteúdo principal

Sonhos de Consumo - Parte 2

No último post eu falei do que seria o meu "sonho de consumo" dentro da Astrologia. Para quem não entendeu direito, muito me alegraria a capacidade de prever os principais eventos da vida do nativo com apenas uma folha de papel - o mapa natal. Por que isso seria um sonho de consumo? porque pouparia horas e horas de intermináveis pesquisas dependentes dos programas de Astrologia. Economia e versatilidade.

Com alguns anos de Astrologia, eu concluo temporariamente que essa capacidade não nos é possível, sendo apenas uma meta a ser perseguida, porém nunca inteiramente alcançada. Seria como a linha do horizonte para o caminhante. Dito isto, precisamos perseguir esse alvo e dependermos cada vez menos de técnicas paralelas a natividade: muitas coisas podem ser vistas apenas pelo estudo do que caberia numa única folha de papel: o mapa natal, as profecções e as direções por termos. Trata-se de tres tabelinhas que o Solar Fire (software de Astrologia) calcula rapidamente para nós, e que cabem numa folha A4.

Para demonstrar aquilo que o mapa nos revela,vamos analisar a Firdaria Mercúrio-Júpiter, que ocorreu entre 2005 e 2006 na minha vida. Pela disposição dos planetas, teremos uma noção de como esta Firdaria (período planetário) se manifestou.

  • Mercúrio rege as casas 3 e 6, significando irmãos, estudos, comunicação, pequenas viagens, trabalho e doença. Mercúrio é significador essencial de estudos e intelecto. Mercúrio se encontra posicionado na casa 12 em detrimento (Peixes), possuindo significação com inimigos secretos e hospitais.
  • Júpiter rege as casas 9 e 12, significando com isso grandes viagens, estudos universitários, religião, astrologia, impedimentos e inimigos secretos. Júpiter também é o significador essencial de substancia (dinheiro e bens). O grande benéfico se encontra na casa 7 e no oitavo signo a partir do Ascendente.
Quando digo que vivi a Firdaria Mercúrio-Júpiter, significa que vivia o período de Mercúrio e o subperíodo de Júpiter. Segundo a interpretação de Steven Birchfield sobre a obra de Abu Ma'shar, essa hierarquização (período-subperíodo) representa que os significados do regente do período - Mercúrio no meu caso - são materializados pelo regente do sub período - Júpiter, conforme a disposição de ambos no mapa natal.


Se mercúrio representa estudo, trabalho, e impedimentos, Júpiter representa bens, estudos, Astrologia, relacionamentos e impedimentos. Vamos segmentar as frases para tornarmos o esquema mais didático:

  • O meu trabalho (Mercúrio - casa 6) começou a ser remunerado (Júpiter como significador essencial de substancia).
  • Meus estudos e comunicação (mercúrio - casa 3) trouxeram novos relacionamentos e conhecimentos de Astrologia (Júpiter significando as casas 9 e 7, materializando ou sendo gerado por mercúrio)

Como mercúrio está em mal estado, é notório que as manifestações de Júpiter surjam com problemas. Na minha prática, basta que um dos planetas da firdaria estejam em mal estado para que o período traga algum problema. Se os dois planetas estiverem em mal estado, então algum evento muito ruim pode acontecer.

Pegue agora seu mapa e veja se consegue aplicar os princípios acima. Trata-se de um exercício fascinante para percebermos as representações planetárias nas nossas vidas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…