Pular para o conteúdo principal

Zodíaco Sideral - achados espantosos



A pesquisa sobre o zodíaco sideral consiste em verificar se este geraria resultados mais dramáticos no estudo do mapa natal. A astrologia medieval é conhecida pela confirmação de um posicionamento usando diversos outros. O posicionamento de uma parte árabe ou regente isoladamente não é suficiente para concluirmos nada sobre o indivíduo, o que gera grande frustração no astrólogo. Em verdade, o que me mantém fiel a astrologia medeival não é o estudo da mapa natal, mas sim a grande acurácia preditiva, que supera diversas outras técnicas que estudei até hoje. A nossa grande esperança é descobrir se o zodíaco sideral simplicaria mais essa análise e tornaria a astrologia medieval precisa no estudo do mapa natal.


A dicotomia entre sideralismo e tropicalismo é um problema tipicamente moderno. Lendo os textos antigos, fica impossível obter uma diferenciação entre os dois zodíacos. Todos os autores nos quais a astrologia tradicional se baseia praticaram a arte em épocas nas quais havia pouca diferença entre o zodíaco sideral e o tropical. Se construirmos um mapa para o século nove, época de Abu Ma'shar, a diferença entre o zodíaco sideral e o tropical era de aproximadamente nove graus. Ptolomeu aparenta ser o mais criterioso dos autores, mesmo assim ele oferece uma taxa de precessão errada, na qual muitos astrólogos que se sucederam a ele se basearam. A precessão equinocial fez com que a diferença entre os dois - chamada de ayanamsa - chegasse hoje a marca de 25 graus, quase um signo inteiro. Pensar ou não nessa questão é um problema moderno, por isso é bom que não nos livremos da responsabilidade de explorá-lo sem nos enganarmos com desculpas que facilitem a análise a priori, mas que não produzam bons achados no confronto com o cliente.


Se pudesse criar uma "metodologia de pesquisa do zodíaco sideral", eu pegaria mapas de pessoas que nunca vi na minha vida, conhecendo-as simultaneamente ao conhecimento mapa sideral delas. Uma alternativa a isso seria pegar mapas de pessoas conhecidas de amigos seus, estudantes de astrologia como você, e ouvir os comentários a respeito da vida desses indivíduos, com as devidas autorizações dos donos do mapa, é claro.


O mapa acima é um exemplo disso. Iniciei seu estudo usando o zodíaco sideral construído por Ciryl Fagan e Garth Allen, o zodíaco Fagan-Allen, que marca o ponto vernal (o equinócio de primavera no hemisfério norte) a 06 graus e 39 minutos de peixes no início do século XX. O mapa acima, contudo, não usa o zodíaco Fagan- Allen, mas sim o mais comum na índia e que possui suas efemérides patrocinadas pelo estado, chamado de Lahiri.

Os achados dramáticos desse mapa foram percebidos enquanto conversava na frente do computador com um amigo meu, apreciador da astrologia tradicional, especulando sobre a viabilidade do zodíaco sideral, ansioso por respostas mais claras. Foi então que ele me contou alguns fatos sobre sua amiga, que nos autorizou a análise da sua natividade, com preservação de sua identidade e dados natais.


Não sabemos de muitos detalhes da vida dessa mulher, apenas algumas coisas tristes e alegres que meu amigo coletou de eventuais conversas. Uma delas foi chocante, pela capacidade do mapa natal representá-la com precisão, sem recorrer a cartas alternativas como revoluções solares ou progressões.


A nativa contou-lhe sobre seu filho, um homem casado, sem filhos, com dois problemas sérios. Quando eu os ouvi do meu amigo, foi como se um trovão ressoasse pelo meu cérebro. Os eventos que serão descritos abaixo podem ser claramente percebidos no mapa natal pelo análise do mesmo símbolo. Não sei se você os identificou imediatamente, mas talvez tenha dado com isso uma olhadela na casa cinco do mapa. Ali se encontra Marte em Libra.


Marte em Libra é citado por Bonatti como "excesso de coito levando a prejuízo social", mas aqui ele se encontra conjunto ao nodo sul, que possui a qualidade de saturno. Nesse caso as descrições se igualam a uma conjunção de marte com saturno. Quando isso acontece, Bonatti diz que "o nativo não será voraz nos prazeres carnais, se importando pouco com eles". Não sabemos a empolgação do seu filho quanto a questões sexuais, mas as informações compartilhadas representam muito bem a configuração acima. O filho da nativa mantém apenas ereções com sua esposa, não conseguindo gozar. Bloqueios e impedimentos são regidos por Saturno. Conjugando o prejuízo social de marte em libra com a frieza de marte-saturno, temos alguém cujo casamento quase desmoronou devido a problemas sexuais. Marte nesse caso rege a casa onze, que para o filho representa a esposa e mulheres em geral. Ter o regente da casa onze na cinco nos ajuda a perceber que o problema tem relação com mulheres. A configuração está absurdamente sincrônica.


O segundo evento também é representado por marte na casa cinco. Marte em Libra está em detrimento, funcionando destrutivamente para o corpo e a mente do filho, a casa cinco. Já sabemos o quanto ele foi nocivo a identidade sexual do seu filho, prejudicando sua mente e auto-estima, mas o planeta vermelho aqui também dá o ar da graça em problemas de saúde física.


Segundo os textos clássicos, a parte do corpo atingida por doença é dada pelo signo no qual o planeta se encontra, mas os pesquisadores de astrologia médica concordarão que essa idéia é cada vez mais relegada a obsolescência por não trazer resultados consistentes. Eis que o zodíaco sideral vem para nos mostrar que todos os livros que nos antecederam podem estar certos...


O filho da nativa se submeteu a uma nefrectomia, ou seja, retirou um rim devido a problemas glomerulares. Quando você conhece a melothesia zodiacal, aprende que os rins são regidos por libra, pois essa foi exatamente a parte do corpo lesada por marte ao usarmos o zodíaco sideral!


Se compararmos a posição de marte no zodíaco tropical, o mais comum no ocidente, veremos que ele reproduz somente a doença, mas não com a mesma exatidão: ele se encontra em escorpião, dignificado e regendo a casa 10, que representa doenças do filho. Não podemos aqui supor com a mesma facilidade sobre nenhum problema sexual do filho da nativa, tampouco a parte do corpo lesada por doença. Teríamos de revirar o mapa natal para encontrar (se encontrássemos) alguma prova. Os astrólogos tropicais (eu incluso) diriam que seria preciso levantar uma revolução solar para o ano em que o filho adoeceu, e mesmo assim teríamos de nos desdobrarmos para descobrir, através de derivações de casas, o que aconteceu.


Este artigo foi uma observação, algo que seria chamado em medicina de "relato de caso", mas que é surpreendemente clara, num mundo de achados e interpretações vagas e inconclusivas. Não quero concluir com isso que o zodíaco sideral é o que produz os achados mais consistentes, antes apenas mostrar minha fascinação com esse achado primário.

Comentários

  1. Parabéns, pelo BLOG , ao descobrir o Zpdiaco sideral pelo método lahiri, ao calcular meu mapa natal deixei de de ser geminiano e passei a ter Natal
    Sol em Touro
    Lua em Leão
    Mercúrio em Áries
    Vénus em Áries
    Marte em Peixes
    Júpiter em Gemeos
    Saturno em Capricórnio
    Urano e Netuno em Sagitário
    Plutão em Libra
    Nodo Norte em Capricónio
    Quiron em Gemeos
    Lilith em Libra
    Vertex em Virgem
    Ascendente em Aquário
    Descendente em Leão
    MC em Escorpião
    IC em Touro

    nasce no dia 31/05/1990 as 23:50hrs
    no Crato-CE Brasil
    sou apaixonado por Ciencias Sociais , Antropologia e Sociologia e Psicologia so vou continuar em cincias biologicas até conseguir entrar nelas quero bacharelado , como hobbie:dança , música de Fado a Rock , Leitura: O Ponte de Mutação-Fritjof Capra A vingança de Gaia, Física Quantica, leitura espirita,odeio rotina tenho pensamento acelerado , a personalidade é oscilante de extremos em curto em intervalo de tempo sou teimoso,onão tenho meios termos sou direto ao falar o que penso sinto, gosto de explicar

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…