Pular para o conteúdo principal

umbaitazar!


Tem uma pessoa que não sabe muito de astrologia, mas que muito me ensina. Toda vez que conversamos pela net, ela me mostra um mapa novo e pede para executar um tipo de "astrologia reversa", para ver fatos importantes que algum conhecido(a) dela vive no momento. No mapa acima, ela me desafiou a encontrar um sinal relevante de depressão esse ano. Digo relevante porque é muito fácil encontrarmos coisas após o fato em qualquer tipo de astrologia. No exemplo acima, contudo, o desafio é achar algo que qualquer astrólogo medieval, com o estudo correto dos fundamentos, poderia prognosticar. Creio que há, sim, um sinal importante, como mostrarei a vocês nesse texto.

No ano da depressão, o ascendente chega à casa quatro por profecção cuja cúspide abriga leão. Júpiter em virgem se encontra dentro dos limites da casa 4 de acordo com o sistema de casas comum, mas se eu seguisse esse raciocínio, erraria. Cada vez mais percebo que a profecção deve ser ministrada usando a frequência de um signo por ano, considerando os planetas posicionados dentro desse signo, independente se estiverem antes ou depois da cúspide da casa. Usar júpiter, por esse viés, é errado, pois a casa 1 projetada pertence a todo o signo de leão, e o grande benéfico se encontra em Virgem! Precisamos observar o que acontece em leão esse ano - trânsitos - pois qualquer planeta ali posicionado pode ser o regente do ano, que influenciárá a esse (condição) do nativo até o próximo aniversário. Infelizmente, o ano conta com a passagem de Saturno pelo signo de leão.

Um planeta em detrimento apresenta os seus significados de maneira exagerada, muito mais destrutivos se for um maléfico. Determinado à casa 1 temporária, Saturno em trânsito por Leão representou para ela melancolia.

Se a consulente perguntasse quando passaria esse mal-estar existencial, eu não diria "no ano seguinte", pois ainda não lhes contei algo importante que acontecerá em 2008: Quando a nativa aniversariar, a profecção chegará a Virgem, o regente do ano será júpiter, mas Saturno também estará ali!

Esse será um dos poucos casos que já vi no qual o ascendente em profecção chega a um signo ocupado por um planeta natal e, ao mesmo tempo, com um planeta em trânsito. Nesse caso, o planeta natal prevalece como regente do ano, mas eu não descartaria uma co-participação de Saturno. A mistura de júpiter com Saturno representa otimismo com cautela, e se aplicaria à vida dessa mulher por representar uma fase de transição entre a doença e a cura, já que há uma mistura de melancolia (saturno) com esperança (júpiter).

Os hindus chamam os anos em que Saturno em trânsito passa pela casa 12, 1 e 2 como "Sade Sati", que significa "sete anos e meio", se não me engano. Segundo os vedhas, é um período no qual o nativo pode passar por grandes angústias. De fato, já vi alguns casos, um deles no qual o dono do mapa pensou em se matar, mas eu não dou tanta importância aos trânsitos quanto os hindus. O que interessa nessa analogia toda é que as profecções podem ter seu "Sade Sati", quer no caso são perigosas de verdade. Abaixo eu explicarei como você identificará esses períodos.

Imagine um mapa natal qualquer que tenha dois signos vazios e consecutivos. Isso é fácil: no mapa acima, a mulher não tem planetas em Escorpião e Sagitário. Agora suponha que a profeção do ascendente chegou a libra, na casa 6, e dentro em breve entrará em escorpião, na 7. Ao mesmo tempo, enquanto o ascendente chegava a libra, Saturno em trânsito passava no meio de escorpião. Quando o ascendente chegar em escorpião, Saturno será o regente do ano e provavelmente influenciará a nativa com sua melancolia. No ano seguinte, a profecção entrará em sagitário, e é muito provável que Saturno ingresse nesse signo, sendo consecutivamente o regente do ano por dois anos seguidos!

A astrologia védica é cheia de "epônimos", criados para representar determinadas configurações. Na astrologia medieval, não temos tantos assim, mas se eu tivesse de criar uma expressão para esse fenômeno, eu o chamaria de "umbaitazar".

Comentários

  1. Bem, tirar a minha própria vida já pensei "n" vezes, mas não tenho coragem suficiente e sou adepta do poema da "suicida mor", Dorothy Parker, aquele em que ela dizia "giletes machucam, gases têm mau-cheiro", essas coisas. Enfim, na verdade eu nunca quis me matar e não estaria comentando aqui se tivesse realmente essa vontade. Ou estaria eu usando um álibi? hehe O fato é que Saturno está ainda na minha casa 12, Leão e vai se debandar pra 1 logo logo. O bom de ser melancólico é que a gente nunca cai em depressão! ;-)) Já é "ruim-bom-arte das idéia merrrrmo", entonces...

    Não entendi isso de Júpiter ser o regente do ano. Pela RS?

    Ah, linkei você e o Yuzuru no meu blog. ;-)

    www.aostelespectadores.blogspot.com
    ps: Saturno estava na 3 na RS, no dia 16 de abril. Saturno rege minha casa 6 em Aquário; estou com uma tosse absurda, peguei do meu pai também. Horrível , gripe.. enfim.. 3 - gêmeos, pulmões sei lá..

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…