Pular para o conteúdo principal

mais uma nova Firdaria...

Em outubro desse ano, o autor do blog entrará no subperíodo de marte da Firdaria de mercúrio. que desafios ela reserva para ele?

Mais uma vez, folheio as páginas dos meus registros de vida para perceber a sincronia dos planetas com os eventos. A Firdaria não é tão precisa assim. Às vezes a sua representação é evidente como um tapa na cara; às vezes não. Há muito o que aprender.

Por exemplo, os subperíodos de marte no meu mapa nunca foram lá muito terríveis... Meu marte está na casa seis, e só agora que o sinto como um trabalho terrível. Antes era o quê? A casa seis é a nove da mãe, a religião materna, ou os conceitos religiosos da mãe. Cá entre nós, nunca me simpatizei com a visão de cristianismo portada por ela. Era castrador. A despeito disso, ainda me considero cristão.

A Firdaria de Júpiter foi excelente, refrescando os anos penosos do grande regente do período, mercúrio. Estudei muita astrologia, ganhei muito dinheiro e estou muito feliz com minha namorada atual, esperando muito confiante que nosso amor cresça. Em paralelo a isso, temo que as coisas piorem muito daqui em diante em algumas áreas de minha vida. Alguns eventos se esperam, outros não. Trabalho eu sei que será penoso, ainda mais se eu ceder a minha ganância e aceitar todos os empregos que me oferecerem quando me formar em medicina; espero que ainda haja um quê de livre arbítrio celeste para que eu diga "não" a esses empregos, e me concentre no curso de pré-residência em psiquiatria.

Temo pelo meu irmão, pois a Firdaria é a dele (mercúrio rege a casa 3), e até agora não aconteceu nada grave. Espero, é claro, que isso não aconteça. É lamentável perceber que marte é Almuten da minha casa dez, que significa a angústia do irmão (ou pior, sua morte...).

Tudo isso serve para você perceber o que se passa na mente de um estudante de astrologia. Podemos sempre olhar para a luz e as trevas do nosso mapa; se, contudo, lhe faltar serotonina na cabeça, é provável que você fique a espreita da posição de Marte e Saturno no próximo retorno solar, ansioso para diagnosticar alguma desgraça, seja com você ou com os outros. Isso é chamado de "gozo masoquista" pelos psicanalistas. O processo é penoso e não gera prognósticos certos, porque você espera sempre o pior e lamento, pois a vida lhe sorri várias vezes. Caso seja esse o seu caso, gostaria de lhe recomendar uma boa terapia e 25 mg iniciais de Sertralina, um Inibidor da Recaptação de Serotonina que aumentará a quantidade dessa substância na fenda sináptica. E fique longe de qualquer oráculo, pois se você procurou a astrologia medieval pensando que ela só traria desgraça, se enganou. Que a sua motivação pelos métodos medievais seja a busca de acurácia, cuja definição não é "esperar sempre o pior", mas sim "conseguir detectar a representação mais próxima dos eventos terrestres no mapa celeste".

Com esse mercúrio na casa 12, eu passei por maus bocados mentais, verdadeiros "vales da sombra da morte", pântanos de fel. . Poderia dizer que renasci diversas vezes, fato reputado a plutão mas que com certeza foi alguma direção primária fatal, amparada por uma estrela fixa muito benéfica. Depois de muito sofrer (e com isso gozar pervertidamente), concluo que a melhor coisa a se fazer é NÃO LER O PRÓPRIO MAPA. Aproveite sua frieza para saber desapaixonadamente do destino, trágico ou não, de pessoas que não farão grande diferença em sua vida.

Para terminar, umas frases de Tom Zé:

"menina, amanhã de manhã
quero te dizer que a felicidade vai
desabar sobre os homens.
Menina, ela mete medo,
menina ela fecha a roda,
menina não tem saída,
de cima, de banda ou de lado..."

Comentários

  1. Espero que tenha muitos trabalhos mesmo, eu quando me formei nao encontrei nenhum. Mas o seu regente da casa 10 está exaltado, o meu está em exilio e retrogrado, blah !
    Estou na firdaria da lua e ela está muito pior que o seu marte, so get over it ;-)
    E, quanto a seu irmao, nao vejo nada na carta que seja gritante que signifique uma morte. Voce já examinou a carta dele pra saber se ele vai ter problemas ?
    A grande mensagem do seu post é que "em casa de ferreiro, melhor ter o espeto de pau" hehehehehe

    ResponderExcluir
  2. cara, não sou tão melancólico assim para procurar a morte do meu irmão no seu mapa... Prefiro a ignorância.

    Entenda por melancólico não um adjetivo pejorativo, mas sim o temperamento. Eu sei que você entendeu mas mesmo assim não custa nada explicar a quem lê os comments. hoje em dia atribuem essa capacidade de se preparar para o pior aos signos de escorpião e Capricórnio.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…