Pular para o conteúdo principal

os significadores

Significador é um planeta que representa determinado assunto do mapa. A análise deste planeta nos permite identificar as áreas associadas àquele assunto, bem como o seu grau de impedimento ou favorecimento na sua expressão.

Para cada assunto de nossas vidas, existe um ou mais significadores. Eis aí o problema. A confusão do estudante reside na falta de diferenciação da qualidade de cada um. Para o mesmo assunto, um significador pode estar em mal estado, enquanto outro pode estar bom. Se o aluno entrar nesse estudo achando que apenas um deles deve prevalecer, cometerá um erro de julgamento. Se o regente do domicílio da casa dois estiver aflito na casa seis, doença pode gerar problemas financeiros. Mas se o regente da exaltação da dois estiver em bom estado na casa quatro, família e imóveis podem gerar dinheiro para o nativo. Ao final da análise de todos os regentes (domicílio, exaltação, triplicidade, termo e face), sintetizamos um julgamento daquela área da vida.

É importante ressaltar que não podemos julgar pela aflição das casas a questão quantitativa. A casa dez aflita pode trazer impedimentos a fama, mas não podemos concluir somente com esse dado que a pessoa não será famosa. Técnicas para avaliar o quão rica ou famosa será a pessoa não passam por essa análise de casas. Uma pessoa famosa pode ter a casa dez aflita, indicando que apenas ela sofrerá alguma difamação nalgum período de dua vida.


Almuten domus

O uso desse significador foi amplamente divulgado pelos árabes. Almuten ou Almutem é o planeta que mais tem dignidades num ponto qualquer do zodíaco. Por exemplo, se quiséssemos saber qual é o Almuten do ascendente a 19 de áries, basta enumerarmos todos os regentes desse ponto - domicílio, exaltação, triplicidade, termo e face. Cada regente possui um valor, que varia de 5 a 1:
  1. Domicílio: marte - 5 pontos
  2. Exaltação: Sol - 4 pontos
  3. Triplicidade: Sol - Júpiter - Saturno - 3 pontos
  4. Termo: mercúrio - 2 pontos
  5. Face: Sol - 1 ponto.

Ao contarmos quantos pontos cada planeta possui naquele grau, concluímos que o sol possui a maior pontuação, com 4 pontos de exaltação, três de triplicidade e 1 de face, no total, 8. O sol é o planeta que tem mais dignidades (ou honras) no Ascendente. Isso o torna um bom representante do Ascendente; aquele que sintetiza melhor seu julgamento.

Quando analisamos apenas um grau do zodíaco, o Almuten normalmente é o regente do domicílio ou da exaltação do signo. Isso gera uma confusão quanto ao seu papel: ele seria o mesmo que o dos principais regentes da casa? Decerto que não. Fosse assim, para que usar esse método de eleição? Há, contudo, Almutens envolvendo dois ou mais pontos do zodíaco, não tornando óbvio o planeta que representa aquela questão. É com basse nisso que concluímos o papel dessa técnica: o almuten representa a síntese de uma questão. O Almuten pode ser analisado como qualquer outro regente, mas é fundamental percebermos nele sua posição em relacção aos ângulos e o seu nível de impedimento, para termos uma síntese do quão impedido ou favoreceido está a questão estudada.

Como é na prática atual?

Os autores antigos estabeleciam uma ordem para se julgar uma casa, a começar pelos planetas que mais dignidades tinham na cúspide dessa. Uma vez enumerados os planetas em ordem decrescente de honras, procedia-se a avaliação do estado celeste (signos e aspectos) e terrestre (ângulos) de cada um, a fim de se eleger um ponto capaz de produzir os assuntos da casa. Esse planeta, o mais "saudável", seria o significador do assunto em questão. Se todos os regentes sofrem algum tipo de aflição, então o assunto em questão carece de poder para realizar. Isso não é lido de modo invertido com casas maléficas: os regentes da casa 12 angulares falariam a favor de inimigos secretos poderosos, mas se o planeta estiver ali dignificado por signo, é provável uma vitória sobre adversidades oriundas desses mesmos inimigos.

A descrição acima parece simples, mas o autor confessa não encontrar terreno prático para elas ainda. Há muito que se aprender, e no momento creio na capacidade de um planeta de exercer múltiplos papéis ao mesmo tempo: ao mesmo tempo que a lua rege a casa quatro, ela é significadora financeira por ocupar a casa dois e se relaciona com a casa sete por aspecto a júpiter ali residido. Como cada corpo celeste exerce miríades de papéis simultaneamente, a solução é analisar um assunto por vez, enfocando os planetas que cumprem algum papel importante na questão.

A análise do assunto em questão deve ser baseada naquilo que desejo em determinada casa, pois um mesmo setor do mapa também abriga diversos assuntos. A casa seis pode representar os servos, mas também a técnica e as doenças do nativo. Será que todos esses assuntos se submetem aos mesmos regentes? A priori sim, mas as partes árabes para um tema específico delimitam a análise. Se busco na casa seis temas referentes a doença, usarei a parte da doença, e não a parte dos servos, pois possuem cálculos diferentes.

A análise árabe foi a técnica mais sofisticada que a Terra já presenciou. Não a domino, embora ache espantosamente minuciosa. Lentamente aprendemos.

Comentários

  1. Já me dei mal usando as lotes árabes, deve ser por falta de conhecimento.
    Usando pontuação assim já vi uma vênus em virgem ser a mais forte.
    Penso se não seria conseguir o seu objetivo, mas ser uma fonte de infortúnio.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…