Pular para o conteúdo principal

combinando técnicas medievais

Esse post será um exemplo de como combinar a revolução solar com a Firdaria e a Profecção, a fim de termos um panorama bastante verossímil do ano para o nativo.
Completarei 25 anos no dia 27 de março de 2007. Com base no artigo "exemplo de profecção", você saberá porque me encontro na casa 2 esse ano. O regente do ano é vênus, em participação com a lua. Vênus e Lua se encontram em bom estado no meu mapa. A Lua rege finanças (por posição e regência), moradia e família (por regência). Vênus rege amigos (por posição), finanças e parcerias (por regências). Ambas se encontram em bom estado cósmico no mapa natal.
A firdaria atual é de mercúrio-júpiter. Mercúrio rege publicação, viagens e trabalhos penosos, está na casa 12(inimigos secretos e impedimentos), oriental forte porém debilitado. Júpiter está na casa 7 e no oitavo signo por whole-signs, peregrino e retrógrado. Seu dispositor é marte na casa seis, sete por WS. Júpiter rege ensino, viagens, inimigos secretos e instituições, e se opõe a lua.
Na revolução solar, precisamos analisar o estado cósmico dos planetas apresentados. Júpiter está em Sagitário, no oitavo signo e na oitava casa, regendo peixes, a décima primeira casa. Mercúrio está debilitado em peixes, na décima primeira casa, e entrega sua disposição a Júpiter. Vênus se encontra angular e em seu domicílio, extremamente dignificada (touro na primeira casa), e rege a casa seis. A lua está no seu próprio domicílio e em seu júbilo, câncer na casa 3.
Uma vez coletadas as informações, chega-se a parte mais difícil: síntese... Se o estudante proceder com calma, concluirá de um modo simples. Para fazê-lo, é preciso ter em mente que se o planeta estiver bom no mapa natal e na revolução, as coisas significadas por ele prosperam. Mas se o planeta da revolução estiver ruim, isso traz prejuízo ou mediocridade, se no mapa natal este mesmo corpo se encontra em bom estado. A situação mais adversa é a péssima condição do planeta nas duas cartas.
A grande pergunta é: o benefício será para as casas que o mapa rege no mapa natal ou na revolução solar? Robert Zoller diz: as duas coisas, e devemos combinar os dois testemunhos do mesmo planeta nas duas técnicas.

Vamos analisar o principal regente da Firdaria, Mercúrio. Ele está mediano na revolução solar, e péssimo no mapa natal. Dessa forma, esse ano mercúrio ajuda o nativo a melhorar a mente, a saúde, e até a superar adversidades, mas talvez por pouco tempo, dada sua debilidade. Na revolução, mercúrio rege amigos, prazer e dinheiro. Essas coisas talvez ajudem o nativo a se superar.

Júpiter, segundo regente da Firdaria, indica uma parceria cujo objetivo é ganhar dinheiro, vencer adversidades e conhecer novos horizontes, sejam eles espirituais ou não. Na RS, o grande benéfico se encontra bem, em seu domicílio, na casa oito, a rege peixes na onze. As coisas que Júpiter rege no mapa natal e revolução serão melhores para ele. Dinheiro feito via parcerias será bom para os amigos e grupos. O ensino universitário será tranquilo. As adversidades serão vencidas.

Nesse ano, o nativo terminará a gravação de um CD com sua banda. Há de se formar na faculdade de medicina em meados do ano. Vejamos se os prognósticos estão corretos!

Comentários

  1. Muito sucesso, Rod... embora deva confessar que não li o post até o final...
    tsc, tsc, tsc...
    Desculpa, tá?
    Ah, preciso de seus serviços astrais!! Com urgência!!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá Boa tarde!

    Será que me poderia esclarecer de uma coisinha ... no final não ligou nenhuma à profecção ? Não é tão importante como a firdaria e a RS, ou simplesmente não as referiu ?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…