Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2006

Astrologia moderna versus astrologia medieval

Quanto aos significados essenciais de cada planeta: A astrologia moderna enfatiza o que um planeta significa essencialmente. Há uma tendência clara a ignorar o que Morin de Villefranche chama de determinação local. Por exemplo: para os modernos, independentemente da posição por casa (a determinação local), mercúrio sempre será comunicação e intelecto. Para um astrólogo medieval, mercúrio terá uma participação nisso, por que ele é o significador essencial de intelecto, mas também terá outros papéis em nada relacionados a mente do nativo. Por exemplo, se mercúrio estiver na casa sete, e não tiver relação nenhuma com a casa 1, ele descreve as parcerias que o nativo faz. Essas pessoas são "mercuriais": podem ser intelectuais ou enganosas (a depender se mercúrio é maléfico ou não).
Quanto às técnicas preditivas: os astrólogos modernos confiam exageradamente nos trânsitos, mais até do que nas revoluções solares ou nas progressões. Na astrologia medieval, um trânsito seria a última …

O Significador Profissional

Há uma sequência de regras para se encontrar o planeta que representa o ofício do nativo, um grande algoritmo, como em todas as técnicas medievais, mas a primeira coisa que temos de perceber é a angularidade dos planetas, não por casa, mas por signo. Como essa é uma técnica anterior a criação do sistema de casas quadrantes, aqueles que usamos comumente hoje (koch, placidus, regiomontanus, etc.), devemos refutá-los em favor de um sistema de casas contemporâneo a ela. Recorre-se, portanto ao sistema signo = casa. Nele, o ascendente indica qual é a primeira casa, que compreende todo o signo tocado pelo ponto. Nesse sistema, qualquer planeta no primeiro signo pode ser dado como angular, e pertencente a primeira casa, por mais que ele esteja na casa 12, de acordo com os sistemas de casa atuais. Na astrologia medieval, somente mercúrio, vênus e marte são significadores profissionais. Júpiter e Saturno não representam ofícios, mas podem qualificá-los por aspecto ou se estão fortes na carta. J…

Marte, Casa XII e as drogas

Na Astrologia dos séculos XX e XXI, o planeta vermelho foi domesticado. Só se atribui a energia marciana a esportes e pequenas contendas. Ele virou uma energia pequena, e hoje se reputa o caos a Urano. O caráter destrutivo de Marte foi esquecido.

Marte em mal estado sempre foi interpretado como algo poderoso, destrutivo e descontrolado, principalmente em mapas diurnos, pois de dia não se moderam suas qualidades quentes e secas, estas ficando poderosamente enfatizadas.

Existem outras nuances dadas a marte que foram perdidas no tempo, porque a astrologia psicologica usa o mapa todo para delinear o comportamento, o contrário do que ocorria antigamente, quando descrições complexas de comportamento eram atribuídas a apenas um ou dois planetas.

Apesar da discrepância entre o antigo e o novo, muitas reflexões pós-modernas sobre o que Marte representaria podem nos ajudar a entender o que ele representou para os astrólogos medievais, e o melhor: essas descrições podem ser usadas até hoje, com as …

Os elos perdidos na interpretação.

Sempre sinto que posso encontrar mais coisas no mapa natal. Creio na sua limitação, mas acima de tudo acho que sou mais limitado do que ele.

As possibilidades de se encontrar elos entre duas casas estão diante dos meus olhos, mas, tal qual uma camuflagem, não percebo ainda facilmente. Recentemente, contudo, descobri uma maneira de tornar essas ligações mais fáceis.

Vamos pegar um exemplo. Júpiter está no oitavo signo do meu mapa natal, Escorpião. Podemos
encarar que ele, devido a esse posicionamento, também se encontra na oitava casa a partir do meu ascendente, isso se usarmos o sistema de signos inteiros, como demonstrado na figura (pelo sistema de casas quadrantes, meu júpiter seria de casa sete).

Júpiter nesse caso tem relação com a minha casa quatro por exaltação, pois o quarto signo é Câncer. Ele descreve, portanto, alguma atividade do meu pai. Contando-se a partir da casa paterna, a casa oito torna-se a quinta na ordem antihorária. (Para quem não se acostumou com a derivação de casa…

Vamos nos mudar até junho de 2007?

Recentemente um amigo meu fizera uma pergunta interessante, se ele e sua irmã se mudariam até julho de 2007, devido a problemas com vizinhos e na estrutura da casa. Para analizarmos mudanças via astrologia horária, temos que ler o capítulo XXXV do livro Christian Astrology, de William Lilly, que diz o seguinte: A casa 1 representa o querente, a casa 4 representa o imóvel atual e a casa 7 representa a próxima casa; Devemos analisar qual regente é o mais forte no mapa, se o quarto ou o sétimo, e se eles mantém alguma recepção com a lua ou o regente do ascendente, que representam o querente. O regente mais forte no mapa (ou o menos fraco) com alguma recepção ao regente diz se o nativo se mudará ou não. Perceba que o regente da casa 4 é o mesmo que o regente do Ascendente. Quando isso acontece na figura, há duas opções a meu ver para evitar confusões:Usamos a lua para representar o nativo; Verificamos se há um planeta na casa quatro, usamos esse para representar a casa atual e usamos o regente …

como um planeta em detrimento pode funcionar

A primeira pergunta quando examinamos um planeta é: o que ele promete? Evidentemente, a promessa é descrita pela combinação signo - casa - e o mais importante: a natureza do planeta, que nunca muda. Os aspectos que o planeta recebe apenas indicam coisas que auxiliam ou impedem sua manifestação.

Um planeta em detrimento não tem forças para produzir o que ele promete. Associado a essa deficiência, há o que chamo de "efeitos colaterais", problemas gerados quando o planeta tenta supercompensar a fraqueza.

Há um exemplo dessa lua muito perto de mim, que foi essencial para perceber tudo que aprendi nos livros de astrologia tradicional. Uma amiga minha possui a lua em queda (escorpião) como regente da casa 1, e determinada a casa sete por signos inteiros. A descrição que se segue só encontra similaridade às pessoas com a lua em Escorpião possuindo alguma determinação a casa 1, seja por regência ou posição.
A lua promete nutrição emocional. Se uma pessoa tem a lua em escorpião, ela não…

as invisíveis recepções

Sabe aquela quadratura entre saturno em peixes e marte em gêmeos? Saturno estava nos últimos graus de peixes, quase em Áries. Trata-se de uma grave aflição, e no exemplo acima a quadratura é angular. Como diria Robert Zoller, maléficos angulares são um problema. Explicarei mais sobre isso num próximo artigo sobre angularidade.

Se Marte estivesse no local de Saturno, ele teria a dignidade de triplicidade. Lembre que, segundo Dorotheu, marte tem dignidade de triplicidade nos signos de terra (touro, virgem e capricórnio) e água (câncer, escorpião e peixes).

A dignidade de triplicidade tem três pontos de virtude, comparada ao domicílio (5 pontos) e a exaltação (4 pontos). abaixo dela, há a dignidade de termo (2 pontos) e a de face (1 ponto). Domicílio e exaltação são dignidades maiores, enquanto triplicidade, termo e face são dignidades menores.

Pois bem, se no exemplo Marte estivesse no lugar de Saturno (27 de Peixes), ele teria a dignidade de triplicidade, mas ele pode ter outras "hon…

A doutrina da recepção.

Este assunto é um tanto polêmico, como é a questão do sistema de casas e o celeuma das orbes dos aspectos. Me parece que, numa astrologia que diagnostica sucessos, fracassos e mediocridades, a doutrina da recepção seria uma maneira de melhorar o estado cósmico do planeta e mostrar-nos o que realmente acontece conosco. Eu concordo com essa afirmação, mas o grande problema da recepção é aceitar que nem sempre ela funcionará! É aqui que todas as ilusões são dissolvidas pelas regras da arte. Talvez você tenha começado a estudar astrologia medieval e tenha se espantado com seu saturno na casa sete em leão, pois ele vaticina um casamento que pode não ir até o fim, e isso lhe desesperou, pois sonha em ver sua sua casa cheia de netinhos e sua velha assando bolos de chocolate. Mas seu saturno em leão conta com um trígono ao Sol no signo de Áries, na casa três. Há esperança! Seu casamento pode ser salvo por coisas de casa três! Quem sabe, seu irmão aconselhará sua parceira a ficar. "Por fav…

sobre as imagens que não aparecem - CLIQUE NELAS!

Os amigos notarão que algumas imagens não aparecem no blog. Ao invés disso, seus espaços ostentam cores neutras. Confesso não saber a causa desse "apagão", mas enquanto não resolvo, sugiro que vocês cliquem nas imagens que desejam visualizar. Quanto ao programa de computador que uso para fazer os mapas, por falta de espaço no computador de minha amiga (o qual na maioria das vezes é a central de criação dos meus posts), uso o que ocupa menor espaço, a despeito da sua interface de DOS. Seu nome é Astrolog. Vou incluir um link dele ao lado quando puder.

omens de homens

Minha amiga tem reclamado. A carne de homem é a mais cara no mercado. Ela quer um daqueles com "h" maiúsculo, não como esse ao lado. Desilusões, traumas, necessidades não correspondidas... Por quê? Existe algum sinal no céu que represente esse momento? Encontrar omens de homens (ou seja, maus augúrios de homens) no céu não adiantará em nada para aliviar seu sofrimento hoje. Podemos sim, saber qual época terá mais força em se tratando de um casório feliz. Afinal de contas, mesmo a casa 7 mais aflita tem sua chance de trazer conforto a um coração despedaçado! (snif) Vamos observar o mapa de Paula, nome fictício de minha amiga, pelo sistema de signos inteiros, já que a mãe dela não se lembra do horário, posicionando a natividade da filha entre 10:30 e 11:00 horas. (Depois vamos usar esse mapa para aplicar uma técnica de retificação descrita por Ptolomeu, chamada Animodar). Descobrir que o regente da casa 7 é júpiter não basta! Onde estão todos os outros regentes? A resposta está …

minha trilha sonora - primeiro teste

Acompanhando minhas delineações de mapas e estudos astrólogicos, sempre há uma música que me leve a algum local do universo. Pink Floyd consegue isso. Eles me levam a Andromeda, às plêiades, passando pelo centro galático para, em seguida, deixar-me em casa.

Sei que o post não tem nada a ver com astrologia, mas isso é uma prévia dos novos elementos que desejo introduzir aqui. A possibilidade do recurso de vídeo me era então desconhecida até recentemente, quando vi num blog feito em homenagem a Rita Lee que era possível publicar vídeos usando um link do You tube.

Para uma mente pouco privilegiada nos segredos da informática, O processo é espantosamente simples. Assistindo o vídeo no site YouTube, ao lado dele há um texto em linguagem de programação da internet, html. Basta copiá-lo e introduzí-lo no texto do post do blog referente ao vídeo. Foi assim que fiz, e deu tudo certo na primeira vez!

Ao invés de clipes de rock psicodélico, os próximos vídeos poderão ser sobre astrologia medieval. …

Astrologia Highlander

No post anterior, nos deparamos com a grande quantidade de significadores relacionados a uma casa. Hoje nós vamos aprender como escolhemos um deles para representá-la em técnicas preditivas.

Assim como o Highlander, filme protagonizado Cristopher Lambert, quando se analisa uma casa, se a maioria dos significadores dela estão fracos, só pode haver um. Na verdade esse extremo nem sempre tão verdadeiro, mas quando todos estão fracos é muito difícil a realização dos assuntos de uma casa nos períodos regidos por esses planetas.

Uma casa possui em torno de cinco regentes (ver posts anteriores). Nem todos podem finalizar os assuntos dessa casa, pois estarão fracos. Fraqueza em astrologia é definida como:

Aspectos tensos de Saturno e marte ao regente - conjunção, quadratura e oposição. Cadência (o regente posicionado nas casas 3, 6, 9 e 12 - leve em conta os signos a partir do ascendente também - por exemplo, o 12o signo a partir de Áries (peixes) pode indicar cadência numa pessoa com Ascendente…

Quanta coisa!

Uns dizem para olhar a casa, outros o significador primário, e outros mais o Almuten do assunto. O que fazer?

Nós sempre devemos partir da informação mais específica a hora de nascimento. Se quero saber do pai da pessoa, olhar a casa 4, planetas que a ocupam e seu regente é a primeira coisa a se fazer, por que a hora de nascimento restringe aqueles planetas e aquela cúspide a um grau específico. Ninguém no mundo terá a mesma configuração.

A partir dessa escolha de prioridade, passamos ao estudo dos regentes e ocupantes da casa quatro. Se todos estão em mal estado, ainda temos dois recursos interessantes: a parte árabe referente ao pai, seu regente e o significador essencial do pai nas figuras.

No caso do pai, temos o sol e saturno como significadores essenciais de paternidade. Ou seja, em qualquer figura eles são importantes para descrever o pai, mas a um segundo plano, se os regentes e ocupantes da casa quatro estão aflitos. Se a pessoa nasceu de dia, olho para o sol, buscando para sat…