Pular para o conteúdo principal

Análise do mapa de um amigo

Nesse tópico vou começar a delinear o mapa do meu amigo, já postado anteriormente há uns dois meses, se não me engano.

Muita coisa mudou desde aquele post, e espero compartilhar dessas mudanças na minha interpretação com vocês. Vamos chamá-lo pelo nome fictício de José.


Ascendente

Escorpião ascendente, então a motivação primária de existência é a necessidade de segurança emocional (água) voltada para dentro (signo fixo). Ou seja, é uma pessoa que esconde seus sentimentos e necessidades para evitar sofrer, e acaba ser confidente de outras pessoas, guardando seus segredos.
Precisamos analisar se algum planeta aspecta o ascendente. Eles complementarão a descrição da motivação primária. Vemos que Júpiter e a lua aspectam o ascendente. Júpiter está na casa 11 e a lua está na casa 10, em quadratura com o ascendente. José busca sua motivação primária de um modo jupiteriano (liberal e expansivo) entre amigos, usando métodos virginianos (segurança material através do intercâmbio - negociações, acordos). Além disso, pela quadratura com a lua, ele realiza de um modo exagerado suas necessidades emocionais voltadas para a carreira, visando glória e reconhecimento (lua em leão).

Agora, precisamos ver quem é o regente do ascendente, para termos uma noção de como ele realizará sua motivação primária. Com o regente do ascendente em escorpião, ele não confia em ninguém para realizar suas motivações, apenas em si mesmo. E ele as realiza de um modo marciano - não se afasta do perigo, mas corre em direção a ele, sempre de um modo secreto e estratégico (escorpião). Pelo fato de estar muito dignificado, ele tem sucesso na sua empreitada. A casa seis é regida por marte (áries), então vemos que ele confia muito na sua técnica marciana, e que doença é um dos temas correntes para satisfazê-lo. A lua e vênus quadram marte, dessa forma, poderíamos pensar que melhoram o estado cósmico planeta introduzindo prazer (vênus) e satisfação das necessidades emocionais (lua) na sua carreira, às custas de excesso, dada a quadratura.

Vamos ver os outros regentes do ascendente para complementarmos o quadro tecido até agora. Escorpião não possui planeta exaltado, então passamos em seguida para os regentes da triplicidade, vênus e lua, já que marte fora delineado. Vênus está na casa dez, então o nativo busca prazer na sua carreira como motivação primária de vida, usando métodos leoninos - glória e aclamação do eu. Como vênus está peregrina, precisamos ver se realmente ela vai realizar o que promete analisando seu dispositor, o sol. Vemos que o sol está debilitado em Libra, e cumpre apenas 50% do prometido. Dessa forma, ele não realiza vênus totalmente, e o prazer na carreira vira apenas uma promessa. O Outro regente é a lua, e temos o mesmo problema, a fraqueza do seu dispositor.

Júpiter rege os termos do ascendente, o que representa a segunda motivação primária dele, que é a busca de uma vida social(casa 11) expansiva (júpiter), usando métodos virginianos (intercâmbio material visando segurança material). Júpiter está debilitado em virgem, e seu dispositor está peregrino na onze. De fato, a promessa Jupiteriana será difícil de ser cumprida.

Portanto, agora temos de escrever tudo acima numa linguagem isenta de jargão astrológico. E crio, portanto, o seguinte texto:

José naturalmente oculta seus segredos, e guarda segredos dos outros. Ele não o faria de outra forma, senão se sentiria mal consigo mesmo. Para realizar seus objetivos, ele confia apenas em si mesmo, e usará de métodos estratégicos e secretos para conservar essa atmosfera de mistério. Lidar com sua técnica faz parte de sua motivação de vida, e ele tem grande domínio dela, a qual vamos delinear na sessão de profissões. outra coisa que dá grande sentido para ele é buscar uma carreira que lhe dê prazer e aclamação popular, e para conseguir isso ele é um pouco excessivo para as pessoas ao redor. Gostaria que seus amigos lhe libertassem das suas restrições financeiras, mas essa apenas é uma esperança vazia de realização.

Comentários

  1. Dúvidas:
    - "Júpiter está debilitado em virgem, e seu dispositor está peregrino na onze." Debilitado por exílio, certo? E a casa do dispositor de Virgem (Mercúrio) é a XXII, certo ?

    - Se o ascendente está a 21º42' de Escorpião, isto não vai para os Termos de Mercúrio, segundo a tabela do Ptolomeu ? Ou o Termo é calculado de maneira diferente, no caso ?

    ResponderExcluir
  2. Opa, achei o documento para download "Dignidades Essenciais e outras informações" e a dúvida sobre o termo de Escorpião já foi dirimida

    ResponderExcluir
  3. @Livio: reforçando:

    1)mercúrio está em escorpião, signo peregrino. está na casa 12 e no primeiro signo. os medievais costumam usar o primeiro referencial, os indianos e helênicos usavam e usam o segundo referencial.

    2)Mercúrio é dispositor de Júpiter em Virgem. Ou seja, Júpiter está no sétimo signo a partir de um dos seus domicílios (Peixes); normalmente isso é ruim para júpiter e suas casas, mas pode melhorar a depender da força do seu regente, que no caso é chamado comumente de dispositor: mercúrio.

    Como mercúrio está peregrino e cadente, não ajuda muito.

    ResponderExcluir
  4. Bom, além das diferenças entre as tabelas de termos ptolomaicos e egípcios, você tem preferido os egípcios ? O SF usa ptolomeu, não ? (dá para mudar isso ?)

    Tem alguma tabelinha (apesar de tabelinha não funcionar - rs) sintética nesses moldes que usou nesse post ?
    "Escorpião - necessidade de segurança emocional (água) voltada para dentro (signo fixo)"
    "modo jupiteriano (liberal e expansivo)
    "
    , mais para pegar a "gramática interpretativa" no tranco, nas horas que tiver um "branco" enquando compondo os significados... e ainda mais agora, que tais características tem "Forma" e "Natureza" não necessariamente convergentes, e multiplicada pelas 12 casas e 12 signos...

    Fiz um intensivão de Dr R nesse findis, e já aprendi a usar "dispositores". Por sinal, surgiram outras dúvidas, que vou adicionar nos respectivos tópicos, para não bagunçar.

    [shame] acabei de notar que inventei a casa 22 - huhuhu [/shame]

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…