Pular para o conteúdo principal

Casa XII

Esse momento representa o nascer do sol, belo, ainda tímido, respeitando nossas retinas e a umidade da noite. Um espaço de beleza, na minha opinião. Como um momento tão belo pode representar situações tão difíceis?

A casa XII representa exílios, agonias, sofrimentos da alma, locais distantes e animais selvagens. Todo espaço no qual existe sofrimento e/ou isolamento é representado por este setor. É a casa dos reis que são exilados, e desfrutam de uma vida confortavelmente entediante, mas também é local daqueles obrigados a se exilarem, vivendo em péssimas condições. De fato, as condições de um planeta na casa XII nos ajudam a entender como o planeta lidará com o exílio.

A situação de exílio é apenas uma na qual se configuram outras dezenas, com o mesmo significado subjacente. Para entendê-lo, vamos nos valer de uma imagem.

Se o ascendente é o indivíduo, os planetas nascem ali, e lentamente se afastam do horizonte - o nosso indivíduo do exemplo. Esse afastamento simboliza mais que a perda de algo, mas sim a perda de controle sobre as situações regidas pelo planeta. Os planetas que estão na casa um representam elementos da vida sob os quais eu tenho controle. No exemplo da foto, os assuntos que vênus representam se afastam cada vez mais do nativo, o bonequinho da casa 1.

É desse raciocínio que advém o significado da casa XII. Pode-se justificar os malefícios dessa casa através da ausência de aspectação, ou seja, a casa 12 não é vista pelo ascendente, de modo que não esperamos seus assuntos nas nossas vidas. Eu diria ao leitor que tal assunção é deveras correta, todavia não se deve deixar aqui lacuna para julgamentos errôneos. A casa II não é, da mesma forma que a XII, aspectada pelo ascendente, e possui significado de substância, posses, coisas que esperamos da vida tanto quanto um casamento ou uma carreira. Apesar desta similaridade, a casa II possui significado positivo pois todos os planetas que se encontram nela partem rumo a casa 1, portanto, ao controle do nativo sobre os elementos em questão. Todas as casas acinzentadas da figura, com exceção da sétima, não são aspectadas pelo ascendente, daí se derivando seus significados maléficos para a maioria delas, exceto a nove, que contudo é reportada por Manillus como o "Portal de Hades".

No exemplo da foto, o nativo perde o controle sobre suas parcerias, ou elas estão causando-lhe uma sensação de impedimento: vênus está na casa 12. A lua, ao contrário, está na casa 2, em Touro, representando as posses do nativo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como interpretar uma Revolução Solar?

No post anterior eu comecei a falar sobre o método de previsão mais popular da idade média e renascença: direções primárias + revolução Solar. Também lancei no ar uma frase não-tão-enigmática assim:
Na revolução, qualquer coisa que signifique o nativo deve estar em contato com qualquer coisa que signifique o evento Neste artigo, vamos decifrar a frase acima: você aprenderá a interpretar uma revolução solar de um modo minimamente decente pra você já fazer alguma previsão.

Para ter um entendimento satisfatório desse artigo, você precisa saber alguma coisa de astrologia: o que cada casa e planeta podem representar, o que são partes árabes, e o que são aspectos/conjunções. É um artigo para os já iniciados, mas você que está começando agora pode consultar outras fontes pra entender o que falo aqui - com a internet, não será difícil.

Como nascem os eventos? As aulas de astrologia horária que você anda fazendo com o tio William Lilly deveriam te levar a mais além de encontrar seu cachorro. E…

o melhor livro de astrologia dos últimos tempos.

Você, leitor que começa a se interessar em astrologia, está diante de uma chance única de começar a aprender a arte da melhor forma possível. Nesse artigo, eu apresento um link com o download para o melhor livro de astrologia medieval com o qual eu me deparei nos últimos tempos.

Acho que não estou exagerando. Invejo quem começaria a estudar astrologia pelo que vou apresentar nesse artigo. Se em 2003, ano em que comecei a me interessar por astrologia, alguém me oferecesse esse livro, teria poupado minhas retinas de uma colossal quantidade de lixo.

Talvez, por ainda não ter visto tanto lixo, eu não saberia valorizar o momento em que me deparo com uma obra como essa. Valorizando ou não, se tivesse essa obra nas minhas mãos inexperientes em 2003, teria começado a estudar astrologia em alicerces sólidos o bastante para que deles eu não saísse nunca mais.

Livros bons, trabalho árduo (para obtê-los)  A astrologia praticada de forma mais aprofundada é um saber não tão popular quanto se pen…